Destaques Reviews Séries & TV 

Supergirl | 5×09 – Crisis on Infinite Earths: Hour One

E foi dado o pontapé inicial para a Crise nas Infinitas Terras (Crisis on Infinite Earths) e este episódio de Supergirl deu uma calma para a trama dos Leviatã, mas colocou Lena em um posto importante, além disso, mostrou algumas Terras interessantes sendo destruídas, além de concluir de alguma forma a trama de Oliver.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio/série. Continue a ler por sua conta e risco.

Logo no início do episódio vemos a participação do repórter Alexander Knox (Robert Wuhl), do Batman de Tim Burton, lendo que finalmente Batman pegou Coringa, mas logo em seguida sua Terra-89 é dizimada. Da mesma forma vemos a Terra-66 com a participação de Dick Grayson (Burt Ward) vendo tudo desaparecer.

O que me chocou foi ver o fim da Terra-9, que seria a terra do DC Universe, onde temos Rapina (Alan Ritchson) e o Robin Jason Todd (Curran Walters) sendo dizimados, deixando claro que a produção do streaming ficará lá e não terá uma conexão com as séries irmãs. Agora, o fim da Terra-X não levou o herói The Ray (Ray Terrill) para a Terra-1.

E falando em destruição, Argo City já era e Kara se viu novamente sem um planeta e sem sua mãe, e no momento da destruição vemos Clark e Lois enviando Jonathan para Terra. Só que ambos são salvos por Precursora.

É neste ponto que vemos Precursora capturando os heróis para irem a National City ajudar a salvar o povo da Terra-38. Assim temos Átomo, Canário Branco, Arqueiro Verde e Mia, Flash, Superman, Lois e Batowman se juntando a Supergirl, Sonhadora, Brainy, Alex e Caçador de Marte para de alguma forma salvarem o máximo de pessoas que puderem.

Temos os dramas dos encontros e reencontros, mas o melhor é vermos a forma como Oliver prepara Mia para ser sua substituta como Arqueira Verde, deixando claro que o mundo sempre precisará de uma, mas além disso, tivemos uma conversa sensacional sobre esperança entre Clark e Kara.

Clark se sentindo culpado por tudo estar dando errado, como se sua felicidade pudesse trazer destruição, foi incrível, e da mesma forma Kara tenta mostrar a ele que ela se sente assim, mas que nunca deixará o espírito de Krypton morrer.

A busca de Brainy, Canário Branco e Lois por Jonathan, que teve sua nave entrando em um buraco de minhoca que a levou para a Terra-16, que no fim não sabemos se foi destruída, coloca Sara para conversar com Oliver que ficou preso por muito mais anos em Lin Yu.

Já Alex acaba precisando de Lena para que ela construísse um portal grande o suficiente para enviar as naves para a Terra-1. A conversa delas sobre confiança e sobre Alex achar que Lena não ajudaria, apenas distância a Luthor de seus ex-amigos. A construção desse distanciamento tem sido interessante, mas quero ver mais consequências disso, ainda mais com Lex querendo estar ao lado dela.

J’onn pilotando a nave de Brainy foi legal, Kelly com o escudo do Guardião me deixou intrigado em colocarem uma nova heroína, além do fim do próprio Jimmy, que não sabemos se pegou uma nave.

No final a Terra-38 teve seu fim adiado e Oliver se colocou na frente para salvar o maior número de pessoas, o que faz Monitor ficar intrigado, pois não esperava a morte dele neste momento. Pária também aparece e deixa claro que sua sede em crescer o fez libertar o Anti-Monitor…

Agora é esperar os caminhos que a crise irá tomar nos próximos episódios, mas este início em Supergirl foi sensacional.

Postagens relacionadas