Reviews Séries & TV 

Star Trek: Discovery | Review: 4×03 – Choose to Live

E a cada episódio Star Trek: Discovery se supera… A trama da temporada continua sendo as mudanças gravitacionais e o que tem ocasionado isso, mas a série arrumou tempo para discutir saúde mental, luto e decisões tomadas que podem ter consequências bem difíceis.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Tilly tem tido um ótimo destaque quanto a sua saúde mental, a mudança de tempo, a distância de tudo, agora tem batido forte para ela, e Culber e Saru tem sido sua área segura, e tem sido muito interessante ver o desenvolvimento disso. Michael também entendeu o que tem acontecido com a amiga e tem feito o possível para mantê-la bem.

As duas se uniram a Gabrielle, mãe de Michael, para irem atrás de uma J’ivar que simplesmente se voltou contra tudo e começou a roubar dilitium, e ninguém entende o motivo, mas o caso toma outra proporção quando sua gangue mata um Capitão da Frota Estelar. Como a Federação e Ni’var estão separados, as leis são completamente diferentes, mas Michael, Tilly e Gabrielle vão na missão de encontrar a responsável.

Goste da relação das 3 durante a viagem e até o encontro com a desertora, mas chamou a atenção a nave que ela estava protegendo, pois o que ela fazia era roubar dilitium para manter uma quantidade enorme de uma raça alienígena vivos, em uma espécie de sono. Outro ponto é a forma da nave, uma lua gigantesca, que lógico nos lembrou a Estrela da Morte de Star Wars. Foi interessante a ligação dela com os aliens e como eles se protegeram…

No fim mais uma raça salva, mas Michael ficou bem incomodada com o desfecho da mulher, que simplesmente foi levada para Ni’var sem sofrer as consequências na Federação por ter matado um capitão da Frota.

Na Discovery temos Gray finalmente ganhando seu corpo, e foram momentos corridos, com o apelo emocional até que na medida, mas faltou alguma coisa. Ao menos agora quero ver como será a relação de Gray e Adira. Além de mais uma pessoa para Stamets e Culber ficarem de protetores.

Stamets novamente esteve ao lado de Booker… Ele com os cientistas de Ni’var não chegaram a uma conclusão sobre o que tem acontecido, e acessando a memória de Booker, não há detalhes que possa ligar a sua ideia e isso o frustra, mas ele fica aliviado, pois o colega conseguiu o que queria, um momento com o sobrinho e entender no olhar dele que ele o amava. O luto foi muito bem trabalhado para transformar em amor.

Star Trek: Discovery | Review: 4×02 – Anomaly

A parte científica continua sensacional, a parte emocional e dramática está na medida, e isso faz de Star Trek: Discovery uma verdadeira jóia, nos entregando episódios muito bons, e que nos faz querer ainda mais dessa tripulação. Espero que outros tripulantes tenham o seu devido destaque.

DISPONÍVEL NO(S) SEGUINTE(S) STREAMING(S):