Destaques Filmes Notícias Séries & TV Tecnologia Variedades 

Guerra dos Streamings | Disney+ e Amazon batem Netflix na lista de filmes mais vistos em 2020

Very nice! Em menos de poucas semanas após sua estreia no Prime Video, Borat 2 (ou Borat: Fita de Cinema Seguinte se você quiser chamar pelo título completo) já é um dos filmes mais vistos em 2020 nas plataformas de streaming.

Segundo pesquisa feita pela empresa ScreenEngine/ASI nos EUA, com dados de filmes mais vistos nas plataformas de streaming, tanto o repórter cazaque fictício e o pai fundador que conta sua história em um musical foram os filmes mais vistos até agora no país.

Foto: Disney+

Assim o TOP 25 filmes mais vistos do ano até agora são:

  • 25 – Holidate (Netflix)
  • 24 – Greyhound (AppleTV+)
  • 23 – Stargirl (Disney+)
  • 22 – The Devil All The Time (Netflix)
  • 21 – Spenser Confidential (Netflix)
  • 20 – American Pickle (HBO Max)
  • 19 – Lost Girls (Netflix)
  • 18 – Artemis Fowl (Disney+)
  • 17 – Bad Hair (Hulu)
  • 16 – Da 5 Bloods (Netflix)
  • 15 – Madea’s Farewell Play (Prime Video)
  • 14 – Black Is King (Disney+)
  • 13 – Enola Holmes (Netflix)
  • 12 – Project Power (Netflix)
  • 11 – Rebecca (Netflix)
Foto: Netflix
  • 10 – The Lovebirds (Netflix)
  • 9 – Roald Dahl’s The Witches (HBO Max)
  • 8 – The Trial of the Chicago 7 (Netflix)
  • 7 – The Old Guard (Netflix)
  • 6 – Mulan* (Disney+)
  • 5 – Phineas & Ferb the Movie: Candace Against the Universe (Disney+)
  • 4 – Extraction (Netflix)
  • 3 – My Spy (Prime Video)
  • 2- Borat 2 (Prime Video)
  • 1 – Hamilton (Disney+)

A Netflix é o serviço de streaming com mais títulos (11) seguido pela Disney+ (8). Você pode ver os filmes mais vistos na plataforma aqui.

Alguns títulos do Top 10 seriam lançamentos nos cinemas como Hamilton, Borat 2, Mulan, The Witches, e The Lovebirds. Esses filmes foram vendidos (como Borat 2 e The Lovebirds) para serviços de streaming ou entraram nas plataformas on-line de seus estúdios como Mulan e Hamilton no Disney+ e The Witches no HBO Max.

*Mulan foi um lançamento especial com o Premier Access e custou US$ 30 mais que foi cobrado junto com a assinatura.

A metodologia utilizada foi selecionar 1.200 usuários entre os anos de 13-64 anos e acompanhou os filmes nos seus 7 primeiros dias. Como as empresas de streaming não divulgam números oficiais, e quando eles saem não são auditados por empresas terceiras, não podemos confirmar se isso pode ser aplicado em outros locais, onde os dados dessa pesquisa não podem ser considerados globais.

Postagens relacionadas