Destaques Filmes Notícias Séries & TV Tecnologia Variedades 

Guerra dos Streamings | Disney+ e Amazon batem Netflix na lista de filmes mais vistos em 2020

Very nice! Em menos de poucas semanas após sua estreia no Prime Video, Borat 2 (ou Borat: Fita de Cinema Seguinte se você quiser chamar pelo título completo) já é um dos filmes mais vistos em 2020 nas plataformas de streaming.

Segundo pesquisa feita pela empresa ScreenEngine/ASI nos EUA, com dados de filmes mais vistos nas plataformas de streaming, tanto o repórter cazaque fictício e o pai fundador que conta sua história em um musical foram os filmes mais vistos até agora no país.

Foto: Disney+

Assim o TOP 25 filmes mais vistos do ano até agora são:

  • 25 – Holidate (Netflix)
  • 24 – Greyhound (AppleTV+)
  • 23 – Stargirl (Disney+)
  • 22 – The Devil All The Time (Netflix)
  • 21 – Spenser Confidential (Netflix)
  • 20 – American Pickle (HBO Max)
  • 19 – Lost Girls (Netflix)
  • 18 – Artemis Fowl (Disney+)
  • 17 – Bad Hair (Hulu)
  • 16 – Da 5 Bloods (Netflix)
  • 15 – Madea’s Farewell Play (Prime Video)
  • 14 – Black Is King (Disney+)
  • 13 – Enola Holmes (Netflix)
  • 12 – Project Power (Netflix)
  • 11 – Rebecca (Netflix)
Foto: Netflix
  • 10 – The Lovebirds (Netflix)
  • 9 – Roald Dahl’s The Witches (HBO Max)
  • 8 – The Trial of the Chicago 7 (Netflix)
  • 7 – The Old Guard (Netflix)
  • 6 – Mulan* (Disney+)
  • 5 – Phineas & Ferb the Movie: Candace Against the Universe (Disney+)
  • 4 – Extraction (Netflix)
  • 3 – My Spy (Prime Video)
  • 2- Borat 2 (Prime Video)
  • 1 – Hamilton (Disney+)

A Netflix é o serviço de streaming com mais títulos (11) seguido pela Disney+ (8). Você pode ver os filmes mais vistos na plataforma aqui.

Alguns títulos do Top 10 seriam lançamentos nos cinemas como Hamilton, Borat 2, Mulan, The Witches, e The Lovebirds. Esses filmes foram vendidos (como Borat 2 e The Lovebirds) para serviços de streaming ou entraram nas plataformas on-line de seus estúdios como Mulan e Hamilton no Disney+ e The Witches no HBO Max.

*Mulan foi um lançamento especial com o Premier Access e custou US$ 30 mais que foi cobrado junto com a assinatura.

A metodologia utilizada foi selecionar 1.200 usuários entre os anos de 13-64 anos e acompanhou os filmes nos seus 7 primeiros dias. Como as empresas de streaming não divulgam números oficiais, e quando eles saem não são auditados por empresas terceiras, não podemos confirmar se isso pode ser aplicado em outros locais, onde os dados dessa pesquisa não podem ser considerados globais.