Comportamento Notícias Variedades 

Pernambucano ganha prêmio de fotografia na Rússia

O pernambucano Leonardo Malafaia Alves foi o primeiro brasileiro a vencer o concurso internacional de fotografia Andrei Stenin, na Rússia. O estudante do 8º período de Jornalismo da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Recife, conquistou o prêmio na categoria Fotojornalismo. A foto vencedora mostra a praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho, na época do vazamento de petróleo que atingiu a costa brasileira em 2019.

O prêmio deve ser entregue em setembro em Moscou, capital russa. Logo após, será iniciada a turnê mundial de exposição composta pelas fotos dos vencedores do prêmio . O concurso é organizado na Rússia e recebe apoio de diversos veículos do mundo todo. Este ano, o júri foi integrado pelos principais diretores e editores de imagem de publicações que lideram a indústria mundial de mídia informativa e fotografia.

O prêmio veio em um momento muito oportuno, porque estamos prestes a completar um ano de quando os primeiros fragmentos atingiram nossas praias. E justamente, faltando pouco para completar um ano, novas manchas voltaram a ser encontradas no litoral nordestino“, afirmou o estudante.

O pernambucano, que já trabalha como profissional há mais de dois anos, acompanhou de perto a os acontecimentos do desastre que poluiu as águas de todo litoral nordestino. “Fiz a cobertura completa dos acontecimentos e fiquei muito feliz em vencer esse concurso, porque além de ser uma imensa honra pra mim, também passou a ser um lembrete de que precisamos continuar jogando luz sobre assuntos e temas que muitos não querem ver“, revelou Leonardo.

Segundo o coordenador do curso de Jornalismo da UNINASSAU Recife, André Ferreira, o resultado do concurso é revelador sobre a qualidade dos profissionais de jornalismo no país. “Todos nós, do curso de Jornalismo da Instituição, ficamos muito felizes pela conquista do nosso aluno. A premiação confirma o valor dos jornalistas brasileiros e da formação qualificada que é oferecida no país para os estudantes e futuros profissionais de jornalismo“, pontuou.

Seguindo a tradição, a exposição com as fotos dos vencedores deverá visitar cidades da Europa, América Latina, África e Oriente Médio.

Postagens relacionadas