Os BatutinhasCríticas Filmes 

Os Batutinhas | Crítica #TBT

Na última quarta-feira, 1 de julho, o filme Os Batutinhas foi um dos assuntos mais comentados no Twitter. Tudo isso porque o longa acaba de voltar para o catálogo da Netflix.

O filme foi lançado em 1994 e foi um dos grandes sucessos na década de 90. Os Batutinhas foi inspirado na Our Gang, uma clássica série dos anos 20, que contava a histórias de crianças pobres e suas aventuras pelo seu bairro. Não foge do que o filme de 1994 passa.

Dirigido por Penelope Spheeris (Quanto Mais Idiota Melhor), Os Batutinhas conta a história de Alfafa (Bug Hall) que é apaixonado pela doce menina Darla (Brittany Ashton Holmes).

Tudo vai bem no romance dos dois, até que seus amigos decidem criar “O Clube dos Homens que Detestam as Mulheres”, e sua história de amor acaba tomando outro rumo devido ao machismo dos amigos.

Quando o melhor amigo de Alfafa, o Batatinha (Travis Tedford), descobre que ele está em um encontro com uma menina, ele decide ir atrás do amigo imediatamente para resgatá-lo. Batatinha usa como argumento que Alfafa precisa se concentrar para disputar uma corrida contra dois valentões do bairro, disputa na qual ele precisa vencer.

A partir daí acontecem várias situações improváveis. Os meninos brigam, trocam ofensas, mas depois pedem desculpas. Se vestem de bailarinas. Alfafa vai cantar em um festival e começa a sair bolinhas de sabão de sua boca, e por aí vai.

Para quem ainda não assistiu, o filme está disponível no catálogo da Netflix. O longa é uma mistura de romance e comédia muito divertida para assistir em família.

Além dos atores principais citados acima, Os Batutinhas contou com duas participações especiais: Whoopi Goldberg, interpretando a mãe do Buckwheat (Ross Bagley) e Donald Trump, que faz o papel do pai do Waldoo (Blake McIver Ewing).

Poucas pessoas sabem, mas o atual presidente dos Estados Unidos fez várias participações em filmes, um deles, um clássico dos anos 90 também, Esqueceram de Mim 2 – Perdido em Nova York.

Postagens relacionadas