Destaques Reviews Séries & TV 

Monstros No Trabalho | Primeiras Impressões: Série derivada de Monstros S.A. diverte e faz rir que poderia iluminar Monstrópolis inteira

Depois de 20 anos que Monstros S.A foi lançado nos cinemas e que Mike e Sully salvaram a Monstros S.A. das garras do seu ardiloso CEO, o monstro Sr. Waternoose, chega agora a sequência dessa animação de sucesso da Pixar/Disney. Com episódios semanais liberados no Disney+, a nova aventura dos monstros mais queridos da Disney, mostra que você não vai precisar mandar esse treco de volta não, afinal, veremos que o bicho vai pegar agora que a empresa trocou sustos por risadas após os eventos do filme lá de 2001.

Monstros No Trabalho é uma criação da Disney Animation para o Disney+, a Pixar não está envolvida na produção da série, e que segue os personagens do primeiro filme tendo que lidarem agora com a empresa em processo de mudança e como isso vai afetar o abastecimento de energia da cidade de Monstrópolis. Aliás, vou dizer que com esses dois primeiros episódios, Monstros No Trabalho me fez rir a beça e eu diria que poderia iluminar Monstrópolis inteira.

MONSTERS AT WORK - "Welcome to Monsters, Incorporated" - When Tylor Tuskmon arrives at Monsters Incorporated to begin his dream job as a Scarer, he discovers that scaring is out and laughter is in.  As a result he is temporarily reassigned to MIFT, the Monsters Incorporated Facilities Team. (Disney) SULLEY, MIKE, CELIA
Foto: Disney Animation

Para os fãs do filme original não se preocupem, Mike e James P. Sullivan, o Sully aparecem bastante e os atores Billy Crystal como voz de Mike e John Goodman como Sully retornam como os personagens. Na versão nacional temos Sérgio Stern e Mauro Ramos, respectivamente como as vozes dos monstros. E não só eles, as figuras da personagens como Celia Mae (que retorna para trabalhar junto com o zoiudinho da mamãe na liderança de Monstros S.A.) e de Roz (mais hilária do que nunca) também dão as caras também por aqui. Assim, o seriado, pelo menos nesses primeiros dois episódios (1×01 – Welcome to Monsters, Incorporated e 1×02 – Meet Mift), consegue resgatar aquele sentimento de estar de volta no Piso do Susto (do Riso, agora) que o primeiro filme passou e que faltou um pouco em Universidade Monstros (2013).

Mesmo que o foco fique com o novo personagem, Tylor Tuskmon (voz de Ben Feldman no original) um estudante recém-formado na Universidade que teria um cargo no Piso do Susto (agora do Riso), mas as coisas mudaram, não é mesmo? Assim, com essa mudança Tuskmon mantém seu cargo na empresa, mas vai trabalhar com o time da manutenção e seus excêntricos funcionários, todos eles fazem parte do MITF (Monsters, Inc. Facilities Team, ou em português o Time de Manutenção da Monstros SA.).

E todos eles servem para nos apresentar um outro lado da Monstros S.A., um no subsolo, onde o trabalho não é muito glamouroso assim. Liderados pelo afetuoso Fritz (voz de Henry Winkler no original) que quer ser uma figura paterna para todos os seus funcionários mesmo que isso signifique que ele não tenha nenhum limite, tanto físico quanto emocional, com eles, a sensata Cutter (voz de Alanna Ubach), o competitivo Duncan (voz de Lucas Neff no original) e a ligada no 220v e super comunicativa e tagarela Val (voz de Mindy Kalling), vemos que os MITFers vão receber Tylor de braços abertos no grupo. Mas será que será recíproco?

Os primeiros episódios, mostram Tylor nesse trabalho novo na manutenção, e todos os rituais e manias que eles tem, e na medida que o monstro tenta também convencer os novos chefes que ele é um assustador e que merecia estar no piso dos sustos. Mas como falamos, a única coisa é que as duas coisas não existem mais na Monstros SA. E assim, Tylor bola um plano para conseguir seu espaço na empresa, mas será que ele vai conseguir deixar de lado essa nova família que ele entrou? É o que os 2 primeiros episódios de Monstros No Trabalho vão contar e que fazem isso de uma maneira bem divertida.  

MONSTERS AT WORK - "Meet Mift" - When Tylor is initiated into MIFT during a bizarre ritual, he wants nothing more than to get away from his odd coworkers.  But when an emergency strikes Monsters, Inc., MIFT kicks into action and Tylor develops a hint of respect for the misfit team. (Disney) FRTIZ, TYLOR, VAL, DUNCAN
Foto: Disney Animation

Recheado de piadas, uma atrás da outra, e inclusive com direito à uma nova passagem musical de Mike em uma cena pós crédito, Monstros No Trabalho faz um excelente retorno para a empresa que vimos lá no filme de 2001, e ainda consegue trabalhar esses novos personagens nas mesmas doses que revisita os personagens antigos. Assim vemos que história encontra um equilíbrio entre: “Volta lá no Mike e no Scully que quero saber o que aconteceu com eles” com a história desse novo monstro que tem as mesmas características de Scully e que precisa encontrar seu lugar nessa empresa em constante mudança.

As interações entre os novos personagens e principalmente entre Tylor e Val (que rouba as cenas) são o novo fator que move a série, onde risadas parecem ser mesmo o novo objetivo da Monstros S.A e que Monstros No Trabalho deve em arrancar algumas do espectador, sem dúvida nenhuma.

Monstros no Trabalho chega dia 7 de julho no Disney+.