Destaques Entrevistas Filmes 

James Gunn fala sobre cenas preferidas e escolher personagens para O Esquadrão Suicida

Depois de alguns anos desde que o primeiro Esquadrão Suicida deu as caras nos cinemas, lá em 2016, finalmente temos um novo filme desses personagens do Universo da DC de volta. E agora, O Esquadrão Suicida chega nos cinemas pelas mãos de James Gunn.

Em evento virtual para a imprensa que o ArrobaNerd participou, Gunn falou para os jornalistas presentes sobre suas cenas favoritas, como ele e os produtores Peter Safran e Charles Roven venderam a ideia do filme para a Warner Bros. e quais personagens dos quadrinhos da DC colocar em O Esquadrão Suicida.

O Esquadrão Suicida | Critica: James Gunn leva insanidade para DC e deixa o caos reinar

Já logo no começo do bate-papo Gunn foi perguntado sobre o quão difícil foi para ele guardar o segredo das coisas que ia acontecer no filme dos amigos e da família.

Gunn comenta: “Eu sempre quero contar para todo mundo o que vai acontecer…e tenho que me segurar para não contar os segredos…” 

“Eu tenho feito esses grandes filmes já tem um tempo e guardar esses segredos e a dor que isso causa é uma parte muito grande do que eu faço…mas eu contei muita coisa para muita gente por que eu não consigo manter minha boca fechada… eu já to acostumado, é um músculo que eu to treinando”. diz ele de forma bem humorada.

E sobre o filme, sua concepção do projeto e vender a ideia para a Warner Bros, Gunn comenta: “Eu não pude acreditar que a ideia que eu apresentei se manteve desde da primeira vez que eu fui vender o projeto para o pessoal na Warner Bros, com Peter e Chuck. Eu sabia que eu estava sendo confiado com uma enorme quantidade de liberdade [para fazer] um filme com um orçamento tão grande que eu realmente senti uma grande responsabilidade para com as pessoas de fazer o melhor que pudesse, mas também porque estava sendo dado tanta liberdade…. e também eu senti a responsabilidade de assumir certos riscos.”

Para filmes como esses, se você não assumir riscos, mudar as coisas, e tentar novas coisas, as pessoas não vão querer ir aos cinemas para assistir.” diz o diretor.

Ele completa “Se é a mesma estrutura chata e cansativa de sempre as pessoas vão ficar cansadas… eu só posso agradecer… [ao fazer esse filme] eu senti uma certa mágica, eu senti um senso de propósito e também um sentimento que isso era meu destino… o tempo todo enquanto estávamos fazendo esse filme.” finaliza.

Safran, um dos produtores do filme, comenta: “A primeira vez que James vendeu essa ideia que um dos personagens principais do filme seria uma grande estrela do mar gigante rosa, tudo que veio em seguida foi fichinha e nada mais ia te surpreender. Depois que você compra isso, a Estrela do Mar, e tudo mais, não tem mais o que se preocupar” afirma ele.

Já para Roven, o outro produtor que esteve presente na chamada de Zoom, diz: “A coisa mais legal foi ver esses momentos OMG (do inglês Oh My God, Meu Deus do céu) aumentarem a cada cena que foram apresentadas na reunião de ideias do filme. E depois ver Gunn dizer como ele iria conduz a história no roteiro e a cada momento a gente ficava: Nossa vamos fazer isso? E olha só, vamos fazer isso? Foi uma constante sequência de momentos Uau e foi uma experiência fantástica.

James Gunn e o elenco de O Esquadrão Suicida
Foto: Warner Bros. Pictures

E sobre selecionar quais personagens dos quadrinhos da DC, Gunn queria na sua versão de Esquadrão Suicida ele diz: “Eu selecionei eles de diversas formas diferentes… eu sabia o tipo de história que eu queria contar e tinha alguns personagens como a Arlequina que eu queria colocar no filme, e o Capitão Boomerang, e que são personagens que eu gosto muito e gosto dos atores que os interpretam.. mas aí temos outros personagens como o Homem das Bolinhas e eu realmente queria usar um personagem que fosse considerado um vilão bem sem graça e idiota e então eu literalmente joguei no Google: Qual é o personagem mais idiota de todos os tempos? E o Homem das Bolinhas sempre aparecia nas primeiras posições… e ter a chance de pegar um personagem como esse e dar uma história emocionante para ele foi muito divertido.”

Ele completa: “Eu amo ratos…então a Caça-Ratos 2 foi uma escolha fácil para mim. Eu escrevi o Bloodsport para Idris [Elba], eu queria trabalhar com ele, eu queria que Idris fizesse esse filme e fosse um dos protagonistas, e não importava qual seria o personagem dele…foi mais uma coisa como vamos encontrar um personagem que seja obscuro e que a gente consiga construir nossa versão cinematográfica própria.”

E transformar isso tudo em filme foi muito simples, afirma o produtor Safran: “James veio com uma visão muito clara em termos do que ele queria realizar. Então, o que ele nos apresentou naquela primeira vez é exatamente o que você vê na tela hoje, e isso nunca mudou. Ele sabia exatamente o que ele queria fazer, então para nós [produtores] era só dar as ferramentas que ele precisaria. Escalar quem ele quisesse, gravar da forma que ele quisesse, o estúdio deu para ele carta branca e o filme que você vê é o resultado disso e fica bem evidente que fizemos a escolha certa em confiar 100% nele.”

O ator Joel Kinnaman, que interpreta um dos líderes do Grupo da Força Tarefa X, Rick Flagg diz: “De todos os filmes gigantescos que eu já fiz todos eles parecem que são os mais caóticos, e por alguma razão estamos sempre fazendo diversas regravações e trabalhando horas extras… eu acho que não trabalhamos nem 1 hora extra a mais e não regravamos nada nesse filme.. Todo mundo sentiu que havia uma clareza na visão e todo mundo sabia que estávamos fazendo exatamente o mesmo filme juntos, e ficou fácil e divertido em apenas focarmos no que é importante.”

Sobre o clima das gravações, Gunn comenta: “Tinha dias que a gente brincava e fazia palhaçada por um certo tempo (eu falei 3 horas antes mas não chegava a ser 45 minutos…) e é isso que faz parte em fazer o filme, e uma das coisas que eu queria fazer era deixar tudo simples… não queria deixar tudo sério eu queria deixar as coisas vivas [no set de filmagem] para o trabalho de câmera e para os atores que quando eles estivessem trabalhando juntos para tentar fazer da forma mais simples possível… não tivemos muitas cenas improvisadas no filme, mas fazer as coisas como fizemos deixava os diálogos parecerem os mais naturais possíveis e tinha aquele sentimento que tudo parecia ser improvisado.” 

E durante a nossa chamada via Zoom, o grupo de atores comentou que eles se uniam para diversas outras coisas além de gravarem o filme propriamente dito, entre saídas para beberem juntos, ou uma noite de jogos. E eles contaram que foram numa noite em um karaoke onde existem “filmagens de karaokê profundamente comprometedoras“, afirma um dos membros do elenco.

Inclusive eles chegaram a ir em um clube de strip em Atlanta onde boa parte do filme foi gravado. E Gunn comentou que o local, chamado Clermont Lounge foi palco de uma de suas cenas preferidas do filme. 

“Uma das minhas cenas favoritas do filme foi no Clermont Lounge onde os personagens se conectam um pouco nesse bar/bordel em Corto Maltese. Nós filmamos as cenas exteriores na Cidade do Panamá, mas o interior se passava no Clermont Lounge.” termina ele.

QUEM É QUEM EM O ESQUADRÃO SUICIDA

No elenco temos os atores Margot Robbie, Idris Elba, Joel Kinnaman, John Cena, Jai Courtney, Michael Rooker, Flula Borg, David Dastmalchian, Daniela Melchior, Steve Agee, Mayling Ng, Peter Capaldi, Alice Braga, Pete Davidson, Nathan Fillion, Sean Gunn, Storm Reid, Taika Waititi, Joaquín Cosío, Juan Diego Botto, e Viola Davis.

James Gunn cuidou do roteiro e dirige o filme.

O Esquadrão Suicida chega em 5 de Agosto de 2021.