Filmes Notícias Sem Categoria 

Galeria Distribuidora anuncia filme sobre crime nunca esclarecido em São Paulo

A Galeria Distribuidora, a produtora dos filmes do Caso Richthofen, anunciou hoje (8) o desenvolvimento de filme ainda sem título sobre caso do Castelinho da Rua Apa, local que desde os anos 30 carrega a fama de ser mal assombrado.

A obra de ficção, ainda em fase de desenvolvimento, será inspirada na lenda e imaginará o que pode ter acontecido com três membros da família Reis, mãe e dois filhos adultos, encontrados mortos dentro da sua residência em 1937.

O casarão fica localizado na região do Campos Elíseos em São Paulo e foi construído em 1912 e habitado por uma família, os Reis, muito influente na elite da cidade de São Paulo da época. Eles eram donos do Broadway, um cinema na Avenida São João e vivia em um peculiar castelo na mesma avenida.

Segundo informações do jornal Estadão, em 1937, e após a morte do patriarca da família os irmãos Álvaro e Armando viviam por discutir sobre os rumos do negócio da família. Armando era o encarregado de tomar conta das finanças da família e vivia por bater de frente com o irmão. A mãe, Maria Cândida tentava interceder e medir os conflitos. Até que um certo dia, os três morrem dentro do local. Esse é um dos crimes mais intrigantes de todos os tempos porque até hoje é cercado de mistério, inconsistências e dúvidas sobre os fatos.

O caso virou até livro em 2015 com o título O Crime do Castelinho: Mitos e Verdades lançado por Leda de Castro Kiehl, uma parente distante da família.

Com produção prevista para o primeiro semestre de 2022, diretor e elenco serão divulgados nos próximos meses pela Galeria Distribuidora.