Reviews Séries & TV 

Friends: The Reunion | Crítica: Especial cumpre sua missão de encher nossos corações de nostalgia ao reunir o sexteto

O anúncio do especial Friends: The Reunion foi intenso e já é possível ver o especial no HBO Max, lançado no último dia 29 de junho. Em um formato gostoso de acompanhar, o especial colocou novamente Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, David Schwimmer, Matthew Perry e Matt LeBlanc no icônico cenário de Friends 17 anos após o seu fim.

Toda a parte do reencontro foi de encher o coração, as lembranças compartilhadas, as piadas, principalmente de LeBlanc, estavam sensacionais, assim como Aniston se mostrando mais empolgada do que eu poderia imaginar. Vê-los passar pelas salas dos dois apartamentos, andar pelo Central Perk, tudo faz a gente querer ver ainda mais de todo esse universo criado por Kevin Bright, Marta Kauffman e David Crane.

Depois, lógico, tivemos o encontro do sexteto diante da famosa fonte da abertura, onde tivemos mais encontros, como os Gellar Elliot Gould e Christina Pickles, James Michael Tyler, o Gunther, que infelizmente apareceu por conferência, a risada incomparável de Maggie Wheeler, nossa icônica Janice, ou o vizinho ranzinza St. Heckles de Larry Hankin, Tom Selleck e seu Dr. Richard, mas ainda senti falta das participações de Jane Sibbett, a Carol, ou Jessica Hecht a Susan.

A apresentação de James Corden foi pontual, ele soube conduzir bem mesclando apresentador e um fã assíduo do show, e entre sua entrevista e algumas lembranças de nostálgicas, o especial realmente nos faz ficar saudoso é quando os 6 estão brincando nos sets, lembrando de seus momentos, como o crush de Schwimmer e Aniston que nunca foi adiante, a união das meninas, ou como eles sempre almoçavam juntos, ou o abraço antes das gravações começar.

Gostei quando trouxeram curiosidades, como LeBlanc deslocando o braço em uma cena que repetiram 4 vezes e era para ser o episódio mais fácil de gravar pois eram somente os 6, e eles lembram que naquele dia foi a única vez que eles não se abraçaram antes das filmagens.

Das participações especiais, a que mais gostei foi de Lady Gaga cantando “Smelly Cat” com Kudrow, no mais foram bem pequenas, focadas mais na experiência que Friends trouxe as pessoas, e o vídeo mostrando fãs pelo mundo foi bem bonito, contando histórias de como a série os motivaram.

Friends: The Reunion só peca mesmo em nos fazer querer ainda mais desses amigos, dessa família, mas Bright, Kauffman e Crane explicam novamente que Friends era sobre uma época onde os amigos eram a família deles, e quando cada um começa a ter sua família, não tinha mais sentido continuar com Friends.

Mesmo hoje em dia com as discussões sobre Friends ser bom ou datado, eu realmente adoro estes personagens e revisitar suas vidas, lembrando que tudo foi um momento específico…

Friends e Friends: The Reunion estão disponíveis na HBO Max.

Friends: The Reunion está disponível no(s) seguinte(s) streaming(s):

Friends está disponível no(s) seguinte(s) streaming(s):