Filmes Notícias 

Babenco Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou vai representar o Brasil no Oscar 2021

A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais anunciou hoje (18) o filme que vai representar o Brasil em uma disputa por uma vaga na categoria Melhor Filme Internacional no Oscar 2021:

Babenco, Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou da diretora Bárbara Paz.

Vencedor do prêmio de melhor documentário sobre cinema no Festival de Veneza em 2019, o longa fez sua pré-estreia no Brasil na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

“Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela”, disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida.

Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista da própria morte. Nesta imersão na vida do diretor, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre o vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida. Do primeiro câncer, aos 38 anos de idade, até́ a morte, aos 70, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo.

Em reunião virtual realizada nesta manhã, o filme foi selecionado pelo Comitê de Seleção, composto por profissionais do audiovisual indicados pela Academia. A entidade independente que representa os profissionais da indústria este ano foi reconhecida oficialmente pela Academy of Motion Picture, Arts and Sciences (AMPAS) como única responsável pela seleção.

O longa tem distribuição no Brasil pela Imovision que lança o documentário nos cinemas nacionais em 26 de novembro.

A 93ª edição do Oscar será realizada no dia 25 de abril de 2021.

Postagens relacionadas