Artigos Eventos Filmes 

ExpoCine 2020 | Estúdios se mobilizam para a retomada dos cinemas e agressivamente anunciam seus lançamentos

Depois de muito meses com os cinemas fechados, as campanhas de marketing congeladas, e muitas incertezas, as filiais nacionais dos principais estúdios aproveitaram seus painéis na ExpoCine para apresentarem suas apostas para o finalzinho de 2020 e ainda o que vem por aí para 2021.

Os dois maiores estúdios, e com as maiores bilheterias em 2019, tiveram posições diferentes. Warner Bros. e Walt Disney Company também fizeram suas apresentações em dias diferentes e com tons completamente diferentes umas das outras.

Ao mesmo tempo que os executivos da Warner Bros. batiam na tecla que os lançamentos nos cinemas são sua prioridade para eles e citando todos os filmes da DC como O Esquadrão Suicida (Agosto/2021), e The Batman (Março/2022), e ainda o novo Convenção das Bruxas (Novembro) chegaram nos cinemas, a empresa do Mickey apenas lembrou aos exibidores do maravilhoso e longínquo ano de 2019 onde tivemos 4 live-action (e nada de Mulan esse ano! já que o longa chega no Disney+) e ainda Vingadores: Ultimato com a maior bilheteira de todos os tempos.

Foto: Marvel Studios

E assim, o estúdio desfilou os filmes do seu line-up e falou: vem com a gente que em 2021 TEREMOS MUITO MARVEL STUDIOS. A finada 20th Century Fox foi lembrada de uma forma bem tímida, e quase como uma nota de rodapé durante a apresentação. Os filmes da Searchlight e o aguardado Nomadland?Ficou só na memória de nós jornalistas que acompanhamos o longa passar em todos os festivais (on-line e presenciais) do mundo MENOS NO BRASIL.

Mas pelo menos os filmes como Free Guy – Assumindo O Controle, Morte no Nilo, e Todos Estão Falando Sobre Jamie foram lembrados – talvez pela história que ronda Hollywood sobre a cláusula contratual que faz as produções obrigatoriamente terem que sair nos cinemas? Atenção Os Novos Mutantes– e não foram esquecidos no meio dos super-heróis da Marvel Studios que vão dominar o calendário em 2021 com Viúva Negra (Abril/2021), Eternos (Novembro/2021) e Shang-Chi. (Julho/2021).

A Disney também anunciou que terá mais projetos nacionais (Leia aqui) em desenvolvimento, assim como, a Sony Pictures, responsável pela apresentação mais bacana da ExpoCine, onde os filmes foram apresentados em um grande grupo de Whatsapp com os funcionários do estúdio com áudios, memes e figurinhas. Sony com S de São gente como a gente.

E igual a Disney, a Sony também terá um monte de filmes do Homem-Aranha em 2021 – Venom 2 (junho/2021), Morbius (Março/2021) e Homem-Aranha 3 (Dezembro/2021) – mas diferente da empresa do rato soube dosar mais seu calendário. A executiva de marketing do estúdio trouxe uma apresentação sobre os destaques como Cinderella (Fevereiro/2021), as animações SuperConectados – ainda sem data de estreia e correndo o perigo de ficar de fora da corrida de Melhor Animação ao Oscar e o único concorrente para bater Soul (que foi completamente esquecido na apresentação do estúdio da Disney já que foi para o Disney+), Hotel Transylvania 4, e ainda os filmes Pedro Coelho 2 (Fevereiro/2021) o novo Caça-Fantasmas – Mais Além (Março/2021). A Sony talvez é a que tenha um line-up mais diversificado no momento, mesmo que o estúdio tenha passado batido nos filmes de festivais como Ammonite (TBA), Zola (TBA), I Carry You with Me (TBA) e French Exit (TBA). O mesmo fica para o Happiest Season que recebe o título nacional de Alguém Avisa?

Foto: Warner Bros.

E ainda em animações, a Universal Pictures já posicionou Croods 2 – Uma Nova Era para a primeira semana de janeiro de 2021, tradicional data da Disney, e ainda fará sessões de pré-estreia do filme nos últimos dias do ano, a partir do dia 25. E Dezembro parece ser para os estúdios o presente de Natal que os acionistas tanto aguardam. A Sony antecipou Monster Hunter para o começo do mês, no dia 3, a Warner no Brasil reafirmou a estreia de Mulher-Maravilha 1984 nos cinemas no dia 25, e a Universal Pictures posicionou Trolls 2 no dia 3 (que chega no Brasil quase 6 meses depois do lançamento nos EUA e em formato digital) no dia e Freaky – No Corpo de Uma Assassino (10). O estúdio ainda tem na manga suas franquias como o novo 007 – Sem Tempo Para Morrer (Abril/2021), Velozes 9 (Maio/2021) e ainda os Minions 2 (Julho/2021), Halloween Ends (Outubro/2021), e Jurassic World 3. (Junho/2022).

A aposta das filiais brasileiras em trazer conteúdo para os cinemas que lá nos EUA saíram em formato digital também foi um dos destaques, mesmo que em nenhum momento tenhamos visto os executivos falarem isso, apenas repetirem o mantra que acreditam na experiência da ida ao cinema, afinal, a ExpoCine é evento para conquistar o coração dos distribuidores não é mesmo?

Se a pandemia deixar 2021 parece ser o ano de retomada onde os principais estúdios já posicionaram seus lançamentos na concorrida grade. Claro, ainda temos 2 meses para o fadidico ano de 2020 e as decisões das matrizes podem afetar algumas coisas. Mas por enquanto os estúdios já mudaram trimestre e já pensam em 2021 e 2022.

Postagens relacionadas