Artigos Destaques Filmes 

Estúdios se preparam para o Outubro da Extravagância com grandes lançamentos um seguido do outro

O mês de outubro chegou e isso não quer dizer Dia das Crianças ou Halloween, pelo menos não agora em 2021, para o mercado exibidor e o cinema nacional. Outubro de 2021 será marcado pelo grande retorno do formato de lançamentos de grandes produções, agora uma seguida da outra.

É um grande filme por semana, de estúdios diferentes, e que devem movimentar e tirar a poeira das cadeiras de cinema que ficou nos últimos tempos.

Afinal, em Setembro, metade do mês a bilheteria nacional ficou abaixo dos 10 milhões de reais. O começo do mês se segurou com o lançamento de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (Disney) que abriu o seu final de semana de estreia por aqui com um faturamento de 9,5 milhões de reais, isso é mais que todo o faturamento da última semana de todos os filmes no Top 10 fizeram no período de 23 até 26 de setembro de 2021, enquanto o longa foi para sua quarta semana e o mercado estava na espera do lançamento do novo 007 – Sem Tempo Para Morrer (Universal).

Top 5 Cinemas | Na espera de Bond, mercado vê Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis repetir liderança

E agora, os estúdios tentam coordenar isso. Em vez de um único blockbuster no mês que segure os ingressos, os estúdios estão apostando em um grande lançamento por semana. E daqui para o final do ano as apostas estão cada vez mais altas. Na medida que o retorno para uma época pré-pandemia parece finalmente se mostrar como uma luz no final do túnel, ainda é preciso cautela.

E o mês de Outubro será um grande teste para o futuro imediato e para o início de 2022.

Outubro da Extravagância vem depois dos bons números de Shang-Chi e a Lenda dos Anéis (Disney) nos cinemas, em um modelo falho de lançamento híbrido de grandes produções no digital, e claro, alguns processos aqui e aqui. Hoje (1), a Disney inclusive anunciou que o longa atingiu a casa dos 200 milhões de dólares apenas nos EUA. É o primeiro a chegar nesse valor na era da pandemia.

Ao redor do mundo, o longa da Marvel Studios chegou na casa dos 370 milhões de dólares, mas bem longe dos valores de Velozes e Furiosos 9 (Universal Pictures) com 716 milhões de dólares.

O primeiro lugar é do longa chinês Hi, Mom com mais de US$ 800 milhões arrecadados. Por isso os estúdios estão de olho em voltarem a abrir no mercado asiático. Por enquanto apenas Duna e 007 – Sem Tempo para Morrer tem datas definidas no país. Ter uma data de lançamento no país é um dos fatores para garantir uma boa bilheteria, e claro aquelas cobiçadas e chamativas notícias nos sites americanos que reportam os dados.

E o que temos para o mês que causa tanto frenesi? O começo de Outubro é robusto. 007 – Sem Tempo Para Morrer fez sua estreia no dia 30 de setembro em diversos mercados como Reino Unido, América Latina, e alguns países da Ásia. Nos EUA, chega apenas em 08 de outubro. O que chega agora nos EUA no dia 1 é Venom – Tempo de Carnificina (Sony Pictures) que fez 11 milhões de dólares na noite de quinta-feira. É mais que muitos filmes da pandemia fizeram em seus três primeiros dias. São os segundos melhores valores para uma noite de prévias no país desde Viúva Negra (que teve um lançamento nos cinemas e no Disney+) com 13 milhões de dólares. O longa chega por aqui no dia 7 e no Brasil temos um lançamento cruzado, onde por aqui devemos ter o domínio do Bond e de depois na próxima semana dos simbiontes.

O mês continua com os lançamentos de Halloween kills – O terror continua (Universal Pictures) no dia 14 de outubro e O último duelo (Disney) uma produção de época com um elenco estrelado. Ambas as produções tiveram exibições no Festival de Veneza e que não tiveram um grande destaque na mídia, mas agora se vem no meio do mês para ocupar a agenda. A Warner Bros. aposta pesado no blockbuster Duna que também fez uma trajetória nos festivais e garantiu um boca-a-boca gigante há algumas semanas.

O longa estreia no dia 21, mas a Warner Bros. definitivamente precisaria colocar Duna em sessões de pré-estreia pagas no dia 14. Tentar capitalizar o máximo com um semana antes do filme seria uma ótima opção para o longa ter uma sobrevida maior antes de ser consumido pelo fator da pirataria.

Outubro termina ainda com produções voltadas para o Halloween como animação A família Addams 2 – Pé na estrada (Universal Pictures) e ainda o terror Espíritos obscuros (Disney). O mês termina na espectativa do lançamento do próximo blockbuster da Marvel Studios com um elenco gigante, uma nova gama de personagens nunca vistos antes, e é o próximo da diretora vencedora do Oscar de 2020, Chole Zhao, que começa um mês onde os longas para a temporada de premiação começam a deram suas caras como Spencer (Diamond), Casa Gucci (Universal Pictures) e A crônica francesa (Disney) pipocam por ai.

Com Novembro se preparando para Outubro Parte 2, a sequência, o retorno, em Dezembro os estúdios colocaram os seus principais blockbusters para ver se o público retornou mesmo para os cinemas na mesma forma. É para ver.

Fonte: comScore International Box Office Essentials™, Deadline e THR.