Artigos Filmes 

Estúdios marcam suas reuniões para investidores e tentam deixar 2020 no passado e focam em 2021

Finalmente passamos para a próxima fase e deixamos 2020 para trás. Mas os estúdios, e as plataformas de streaming, ainda precisam prestar suas contas para o que aconteceu no último trimestre do ano.

E claro, quem começa é a Netflix que terá sua reunião para discutir o final do ano e ainda atualizar o mercado sobre seus ganhos e perdas, e claro, como anda o número de usuários.

O serviço de streaming líder em assinantes, conta com 195 milhões de usuários ao redor do mundo, bem acima que seus competidores como Amazon Prime Video e Disney+. Amanhã (18) a plataforma apresenta os resultados do Q4 e a expectativa é que o número de assinantes aumente. No Q1, houve um aumento de 15 milhões de contas, no Q2, um aumento de 10 milhões, (ambos no começo da pandemia) e no Q3 um aumento de apenas 2 milhões.

Vingadores: Ultimato e Grey’s Anatomy entre os filmes e séries mais falados no Twitter em 2020

No período a plataforma teve lançamentos como a série The Crown, os filmes de Natal, a primeira série da Shondaland para a plataforma o drama Bridgerton, e ainda produções que tentam uma vaga na temporada de premiações como Mank e A Voz Suprema do Blues.

Para 2021, a Netflix planeja lançar pelo menos 1 filme por semana e na semana passada anunciou mais de 50 filmes.

Ainda em janeiro teremos, a reunião da gigante AT&T e que claro a parte que nos interessa é a que envolve a WarnerMedia. Devemos ter os números de Mulher-Maravilha 1984 no HBO Max (que deve deixar o catálogo nessa época) e quem sabe planos sobre a expansão da plataforma ao redor do mundo agora que a Warner Bros. planeja lançar em 2021 os filmes tanto nos cinemas quanto na plataforma que só está disponível.

Anotem aí a reunião acontece em 27 de janeiro.

Foto: Warner Media

Guerra dos Streamings | Prime Video ampliou sua presença no mercado nacional nos últimos meses

Quem também vai mostrar como foi o semestre ainda esse mês é a Comcast, que nos interessa a parte da Universal Pictures que lançou Croods 2 no feriado de Ação de Graças, o longa Freaky – No Corpo de Um Assassino e ainda o drama burburinho do temporada de premiações o Promissing Young Woman que chega no Brasil com o título de Bela Vingança.

A Universal Pictures nos EUA continua com o acordo de lançamento com a rede de cinemas AMC onde pode lançar seus filmes após 17 dias que eles estrearam nos cinemas. É capaz que na semana do dia 28, ou até mesmo antes devemos ter uma posição sobre o lançamento de 007 – Sem Tempo Para Morrer que a MGM lança nos EUA e a Universal Pictures ao redor do mundo e que o mercado tem falado que será adiado mais uma vez, agora para Novembro de 2021.

E em fevereiro, é a vez da The Walt Disney Co. com sua apresentação de Q1 para o ano fiscal de 2021. É esperado teremos uma consolidação dos números do Disney+ após o lançamento em toda a região da América Latina e ver o quanto de diferença esse mercado trouxe para a plataforma. No Q3, a empresa reportou ter 74 milhões de usuários globais e alguns dias antes da sua grande apresentação no dia 10, a empresa afirmou ter 86.8 milhões em Dezembro.

Capaz de termos também algumas novidades sobre a performance da animação Soul e da série WandaVision, sobre os próximos projetos do estúdio, seja no Disney+, ou nos cinemas (se eles resolverem adiar mais alguma coisa) e do Premier Access para a animação Raya e O Último Dragão e se outros filmes seguirão o mesmo caminho.

Uma das últimas grandes empresas é a ViacomCBS que marcou para o final de Fevereiro a reunião para falar sobre o Q4 e ainda uma apresentação sobre o Paramount+ que será o novo nome do serviço CBS All Access nos EUA e que já está disponível no Brasil.

Essas são as datas:

  • Netflix Q4/2020 – 19/01
  • WarnerMedia (ATT&) Q4/2020 – 27/01
  • Comcast (da Universal) Q4 – 28/01
  • Disney Q1/2021 – 11/02
  • ViacomCBS – Q4/2020 – 24/02

[Atualizado em 19 de janeiro]

Postagens relacionadas