Entrevistas Filmes 

Matilda Lawler comenta sua reação quando foi escalada para ser a Flora em Flora & Ulysses

O Arroba Nerd teve a oportunidade de participar da coletiva de imprensa do longa Flora & Ulysses com os atores Alyson Hannigan, Ben Schwartz, Matilda Lawler, Danny Pudi e ainda a diretora Lena Khan e a autora Kate DiCamillo.

Flora & Ulysses | Crítica: Trama simpática une animais com gênero de super herói

E parece que Kate DiCamilo além de ser a responsável pelo filme acontecer, afinal Flora & Ulysses é baseado no livro escrito por ela, DiCamilo também fez uma participação especial no filme. Assim, ela entra na lista de autores que aparecerem rapidamente no longa que seus livros foram adaptados como foi com a autora Stephenie Meyer da franquia Crepúsculo, Stephen King nos seus inúmeros filmes, e até mesmo, o brasileiro Mauricio de Sousa em Turma da Mônica. 

Ela comenta em tom de brincadeira para a moderadora: “Sim, você me viu no filme sim, mas eu não vou contar onde, e quando, eu apareço…. eu batalhei muito para conseguir esse micro segundo de fama…” 

DiCamilo completa: “Se alguém tiver a chance de ir em uma visita em um set de filmagens algum dia, as pessoas trabalham pesado neles. Então eu estou no filme, se você conseguir me achar.”

A autora também comentou sobre a ideia principal do filme, que é basicamente transformar um esquilo em super-herói, e comenta sobre a história que deu origem para o livro e consequentemente para o filme. 

Minha mãe tinha um aspirador de pó que ela amava e ela morreu em 2009… e durante todo o ano antes de morrer ela ficava dizendo “O que vai acontecer com o aspirador de pó quando eu me for?” e eu respondia “Mas por qual motivo você está preocupada com o aspirador de pó? Temos coisas mais importantes para se preocupar”. Até que chegou o momento que ela faleceu e eu prometi que cuidaria do aparelho.

Eu levei o aspirador para minha casa….o único problema é que minha mãe também tinha a gata mais perversa do mundo, chamada Mildew, e eu sou alérgica a gatos. Assim, eu não poderia levar o aspirador para dentro de casa pois tinha os pelos de Midew nele, então eu o deixei na minha garagem. E toda vez que eu ia lá eu via o aparelho e meu coração ficava apertado pois eu sentia falta da minha mãe.

“Estamos na metade da história, eu prometo.” afirmou ela depois de um tempo e continuou “E então na primavera depois que minha mãe morreu, um esquilo apareceu na frente da minha casa, claramente em perigo. Ele não se movia e eu cheguei perto dele e vi que não se movia e eu não sabia o que fazer. Até que eu liguei para uma das minhas melhores amigas que mora perto de mim e disse “Me ajude, tem um esquilo morrendo nos degraus aqui na frente de casa” e ela “Você tem uma camiseta velha e uma pá?” e eu “Tenho!” e ela novamente “Pegue a camiseta, pegue a pá e eu vou até aí e acerto ele na cabeça”. Sim ela disse isso. 

Ela finaliza “E tudo isso na época me fez pensar na história Death of Pig do E.B White e então eu comecei a pensar em diversas maneiras para tentar salvar esse esquilo, e então, juntei tudo na minha mente com o aspirador de pó e temos então nossa história.

Ao ouvir a história os atores perguntaram o destino do esquilo e DiCamilo comentou: “Ele lógico acordou e saiu fora de lá na hora que ouviu minha amiga falar sobre a pá claramente.

DiCamilo também comenta sobre como os super-heróis influenciaram o livro e se ela mesmo é fã das histórias em quadrinho. A autora disse: “Eu sou uma fã de histórias em quadrinho, mas não uma tradicional. Eu tenho respondido essa pergunta desde que o livro saiu e eu sempre sinto que decepciono as pessoas. Mas eu cresci vendo Charlie Brown and Peanuts, e ainda toda manhã eu vejo as tirinhas que saem e isso me ajudou a formar minha infância e minha sensibilidade. E enquanto eu escrevia o livro, tinha a Flora que ama personagens de super heróis e quadrinhos e eu vi que não tinha nenhum super herói nele. E meu editor falou “Ah você precisa colocar um super herói aqui” e eu respondi: “Eu não posso!”. Mas como vocês viram eu coloquei o Incandesto, e foi muito divertido. Eu comecei a criar ele e me preparei para isso, li diversos quadrinhos de super herói e etc. 

Sobre as mudanças entre o livro e o filme, De Camilo diz que por conta do roteiro de Brad Copeland (da série Arrested Development) ela conseguiu ler e gostar muito do roteiro e das mudanças. Ela diz: “Eu sentei para ver o filme com a cabeça de uma jovem de 8 anos. E fui ver sem tentar comparar a história [do filme] com [a minha] do livro. Afinal, com o roteiro, o elenco, e a direção, as coisas e os temas que o livro toca ficam amplificados. Então as partes mais dramáticas ficam maiores e as loucuras também. E esse foi o poder de conexão com a história que foi amplificado também.

Já a atriz Matilda Lower foi perguntada como foi a reação dela quando ela descobriu que tinha sido escalada para interpretar a Flora no filme. A atriz mirim comenta: “Ah foi insano. eu estava trabalhando nesse musical da Broadway e tava no meio da cidade lotada, cheia de gente, e eu recebi o telefonema da Lena (Lena Khan que atua na direção) que eu mal conseguia ouvir direito e ela disse: Você quer participar desse filme?” e eu: Sim! e então quando eu vi comecei a pular e a dançar e fiquei muito empolgada.

Já a atriz Alyson Hannigan foi perguntada quantos pirulitos ela teve que chupar durante o filme, afinal, Phyliss sua personagem é vista o tempo todo com um deles, e comentou: “Nossa boa pergunta, nós tentamos contar, mas chegou uma hora paramos e esquecemos…. mas foi uns 37? Alguma coisa perto desse número. “

Ela comenta também que foi engraçado a quantidade de conversas que eles tiveram sobre a presença do pirulito em tela ela diz “no final a gente escolheu um tipo e eu pude experimentar todos os sabores possíveis, até que eu escolhi o de frutas.”

Alyson Hannigan fala sobre sua personagem em Flora e Ulysses e seu filme de super-herói preferido

Hannigan comentou também sobre o fato que ela não gosta de se assistir nos seus trabalhos, mas ela assiste o que ela faz com os filhos, e sobre Flora & Ulysses ela diz: “Meu deus eles têm me pedido para assistir desde do dia que terminamos as gravações e foi uma espera muito muito demorada, mas conseguimos ver um pouco antes de tudo mundo. Eles estavam muito empolgados para assistir e eu estava muito apreensiva, pois bem eu estava no filme. Mas na hora que o filme começou eu até esqueci que fazia parte do filme, pois estamos tão engajados assistindo todos juntos. Eles estavam tão felizes. Foram gargalhadas e gargalhadas. E entre as risadas deles, a gente pausava o filme e dizia “Ah eles vão perder a próxima cena, eles estão tipo chorando de rir. “

Ela completa: “Eu e meu marido a gente ficava olhando um para outro e dizia “Isso é muito bom” e nós estávamos muito felizes, e então foi uma experiência nova para mim, e eu não conseguia ser crítica comigo mesma do tipo “Ah eu deveria ter feito isso, ou aquilo” que nós atores fazemos, e pude só sentar e aproveitar o filme.

O ator Danny Pudi comentou sobre suas cenas no filme que envolviam ele e um gato do mal. No filme, Pudi interpreta um agente do controle de animais que está atrás do esquilo Ulysses, mas no meio do caminho encontra com um outro animal endiabrado. E o ator comentou um pouco sobre como foi trabalhar no filme:  “Teve muita comédia física envolvida nesse filme. E eu amo fazer comédia física. Eles me davam travesseiros para colocar embaixo da roupa e um boneco de pelúcia em formato de um esquilo sem cabeça para fingir que era o verdadeiro, que depois seria criado por computação gráfica e então eles falavam ” Agora você meio se movimenta, dança um pouco, e mexa sua cabeça para lá e pra cá e movimente todo seu corpo.”  e eu meio que dançava e deixava rolar. Parecia que eu estava sendo eletrocutado. No final, depois encontramos um meio termo para parecer que eu estava sendo atacado por um gato mesmo.

Ele brinca: Eu já fui atacado por alguns animais na vida real então me serviu de base para compor essas cenas.

Entrevista | Matilda Lawler e Ben Schwartz falam sobre cenas preferidas de Flora e Ulysses

E Danny e Ben Schwartz, foram perguntados quais das cenas foram improvisadas e quais estavam no roteiro. E Schwartz, comentou: “O roteiro que Brad escreveu foi tão bom e Lena nos deu espaço para poder criar e improvisar muitas das vezes.

Danny comentou: “Nos últimos anos, Ben e eu temos brigado feito irmãos na série animada que fazemos juntos, então foi super fácil acertar ele com um dardo tranquilizante durante as gravações.”

Flora e Ulysses é uma comédia-aventura sobre Flora, uma cínica fã de quadrinhos de 10 anos cujos pais se separaram recentemente. Depois de resgatar um esquilo chamado Ulysses, Flora fica surpresa ao descobrir que Ulysses possui poderes únicos de super-herói que os conduzem em uma aventura divertida e complicada que mudará a vida de Flora e sua perspectiva para sempre.

A aventura é estrelada por Matilda Lawler, Alyson Hannigan, Ben Schwartz, Anna Deavere Smith, Danny Pudi, Benjamin Evans Ainsworth, Janeane Garofolo e Kate McCucci. O filme é dirigido por Lena Khan e produzido por Gil Netter, baseado no romance Flora e Ulysses: As Aventuras Ilustradas de Kate DiCamillo.

O roteiro do filme é de Brad Copeland. Katterli Frauenfelder e James Powers atuaram como produtores executivos.

Flora e Ulysses chega no Disney+ em 19 de fevereiro.

Postagens relacionadas