Cavaleiro da Lua | Review: 1×06 – Deuses e Monstros

E chegamos no final da série do Cavaleiro da Lua (aliás, mais sobre isso lá embaixo). Será que a atração vai conseguir seguir com o plano que se formou no episódio passado, aquele que precisarmos libertar Khonshu para trazer Marc e Stephen de volta à vida e conseguir impedir Arthur Harrow de também libertar Amit da estátua que a Deusa ficou presa durante anos? 

É o que o episódio 6 – Deuses e Monstros nos oferece, em uma forma de amarrar toda a história que vimos, até então. Mas particularmente eu achei esse episódio tão corrido, onde as coisas aconteceram de forma pah pum e que serviu apenas para finalizar alguns arcos e deixar outros em aberto para uma possível nova temporada. Mesmo a série sendo vendida como uma minissérie né? 

Mas vamos ver o que rolou no episódio propriamente dito? Depois dos spoilers.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Cavaleiro da Lua

Foto: Marvel Studios

Avatares e lutas de Deuses pelos céus de Cairo marcaram o episódio final de Cavaleiro da Lua. Sim, para termos um final de temporada propriamente dito, ficou claro que tanto Harrow (Ethan Hawke tão bom aqui e super consistente em toda a temporada com uma atuação fantástica), quanto Marc e Stephen iriam trazer de volta os Deuses que eles andaram flertando a temporada toda.

E eles nos levaram para uma luta final daquelas. E foi isso que aconteceu aqui no episódio 6: Jacaré gigantes e Pássaros estranhos se digladiaram nos céus por aí na medida que a série caminhou a passos corridos para seus momentos finais. Foi tudo muito rápido e muito piscou perdeu aqui. Com a trama se passando boa parte nas Grandes Pirâmides, vimos Harrow conseguir os poderes necessários para libertar a Deusa Amit de dentro de sua estátua. Fico curioso para saber quem foi o primeiro servo que a Deusa comenta e diz que a “balança dele se equilibrava perfeitamente“e que a prendeu por mais de 2000 anos. Seria mais um indício de Kang?

Enfim, a Jacaré debochada está de volta com a ajuda de Harrow, onde eles partem para tentarem julgar as almas do mundo. E nesse meio tempo, Layla consegue também libertar Khonshu, que sempre parece querer sair como vencedor em uma discussão e tenta convencer a jovem dela ser o seu avatar aqui na Terra. Mas Layla sendo muito esperta, não concorda claramente.

Ao mesmo tempo vemos Marc no paraíso com a Deusa Tawaret (que contou para Layla sobre o plano de trazer Marc de volta ao falar com os humanos mortos), Harrow e Amit formam uma aliança. Mas Marc decide voltar para as areias do episódio passado e tentar resgatar Stephen que ficou congelado. Na rápida alusão para Frozen – Uma Aventura Congelante, Stephen retorna e os dois voltam à vida com a ajuda de Khonshu. Como falei, assim pah pum!

Assim, o novo plano que Layla tem é aprisionar a Deusa Amit em um corpo mortal na medida que todos os outros Avatares dos outros Deuses foram vencidos pela Jacaré (a prima da Cuca do Sítio do Picapau Amarelo) e que Harrow que começou a mandar almas adoidado para o Submundo. Assim, Amit começa a crescer e se torna uma Jacaré Gigante na medida que ela é alimentada pelas quantidade das tais almas.

Cabe a Marc, agora com os poderes do Cavaleiro da Lua de volta, e Stephen também consciente que ele e Marc compartilham o mesmo corpo, de lutarem contra Harrow. É Avatar vs Avatar e Deus contra Deusa. E a luta ganha reforços quando Layla assume o avatar da Deusa Tawaret e ganha uma armadura com asas douradas (ah lá Mulher-Maravilha na sequência Mulher-Maravilha 1984). Aliás, a atuação de May Calamawy está mais que perfeita aqui, onde a atriz troca a voz e a expressão corporal enquanto Tawaret assume o corpo de Layla é incrível, e no meio de Oscar Isaac e Ethan Hawke, ela manda muito bem aqui. E temos também como destaque, a cena em que uma jovem garotinha afirma que ela é uma super-heroína do Egito foi colocada de uma forma tão natural (em mais uma aceno para Mulher-Maravilha, sem dúvidas).

A luta entre as entidades continua e realmente é muito bom ver mais do Cavaleiro da Lua (com a “armadura”, a capa e a máscara) e Oscar Isaac como o personagem sim, coisa que a temporada deixou um pouco a desejar nesse sentido. Com a luta com uma ligeira vantagem para Harrow e para Amit, um novo flash/apagão acontece com o personagem, a cena corta, e mostra que Marc conseguiu vencer todos os capangas de Harrow e ainda nocautear o vilão. O que será que aconteceu? O flerte da série com mais uma personalidade é gigante (mas mais sobre isso em breve). E como falei tudo acontece muito rápido, pah e bum. 

Com Marc, Stephen, Layla e Khonshu saindo vencedores, e conseguirem prender a Deusa Amit no corpo de Harrow, uma das formas de acabar com ela é matar o personagem. Influenciado por Khnoshu, Marc está quase prestes a fazer isso, mas Layla diz que ele é um homem livre das influências de Deus e poupa o vilão.

E mais uma vez o episódio acelera e pah pum vemos Marc de volta para o apartamento de Stephen preso com as algemas para dormir e tudo mais. Marc faz uma piadoca sobre as condições do apartamento que eles vão viver e o episódio inexplicavelmente termina. Mas como é uma produção da Marvel Studios fica claro que enquanto assistimos os créditos finais, e nos recuperamos do choque da história acabar assim do nada, que vem aí uma cena pós-crédito.

Mas o que acontece na cena pós-crédito de Cavaleiro da Lua? Vemos que agora é Harrow que está preso em uma instituição mental. Até que um homem misterioso aparece fazer um check-out com ele (como se estivessem em um hotel). Até que uma limusine surge (com a placa SPKTR, de Spector?) e Khonshu está dentro dela.

Harrow comenta que o Deus não pode o matar (e nem Amit que está presa dentro dele). Só que Khonshu comenta que mesmo livre, Marc ainda o ajuda por que “ele não tem a noção de quão perturbado ele realmente é”.

E assim somos introduzidos para a figura de Jake Lockley, a terceira personalidade de Marc e Stephen e o responsável por salvar o personagem tanto no final de temporada quanto em outras passagens da temporada. Assim, Jake mata Harrow e a cena termina.

Nos quadrinhos, Jake Lockley é um taxista que sabe tudo que rola no mundo do crime de Nova York. Com um ar meio trambiqueiro, Jake é quem conhece como ninguém o submundo dos criminosos e serve como se fosse um informante para as outras personalidades. Talvez na série as coisas sejam um pouco diferentes, afinal, ele dirige limusine, ou será que Marc Spector (por isso a placa) é dono de uma empresa de limusine?

Fica claro aqui que a jornada do Cavaleiro da Lua deve continuar de certa forma, afinal, Khonshu se saiu vencedor e tem como aliado uma das personalidades de Marc. Quando será que podemos ver o Cavaleiro da Lua novamente? Com a porta do sobrenatural aberta e produções como Werewolf At Night, o novo filme do Blade e diversas outras produções do MCU vindo aí, uma hora outra a gangue de Oscar Isaac deve retornar.

Cavaleiro da Lua está disponível no Disney+.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.