Zé Celso é contrabandista em Horácio, que estreia nesta quinta-feira

Estreia nos cinemas nesta quinta-feira, 11 de abril, o longa-metragem Horácio estrelado pelo ator e diretor Zé Celso.

Este é o primeiro filme de Mathias Mangin com distribuição da O2 Play e produzido da Igloo Filmes. Em Horácio Zé Celso é um excêntrico contrabandista gay de 80 anos apaixonado por Milton (Marcelo Drummond), seu capanga predileto. Maria Luisa Mendonça interpreta Petula, filha de Horácio.

A trama se passa no bairro do Bixiga, um dos mais tradicionais de São Paulo, que também serve de esconderijo para o protagonista, cuja prisão foi decretada por um juíz. Ao perceber que o cerco está se fechando e que pode ser preso, Horácio tenta convencer Milton a fugir para o Paraguai e começar uma vida nova. O que ele não sabe é que o capanga está apaixonado por uma mulher misteriosa.

Nesse drama em que nenhum dos personagens sabe se é amado e por quem é amado, mentira, chantagem, sequestro e assassinato constroem um universo que progressivamente desmorona e torna o improvável possível.

No elenco estão também Ricardo Bittencourt, Sylvia Prado, Glamour Garcia e Eucir de Souza.

O cantor Pélico interpreta a música “Se eu Fosse Mulher“, composta especialmente para o longa-metragem. A única canção que não foi criada para o filme é cantada por Ronnie Von. “Tudo foi feito buscando o contraponto, e tenho certeza que a trilha, mistura de uma música clássica profunda com arrasta pé ou músicas mais alegres, contribuiu muito para a construção desse efeito tragicômico“, explica Mangin.

Horácio estreia dia 11 de abril.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.