Young Sheldon | 2×11 – A Race of Superhumans and a Letter to Alf

Young Sheldon resolveu trazer mais de Georgie ao colocá-lo no clube de leitura da bíblia só para se reaproximar de Veronica, enquanto Sheldon faz de tudo para mudar a mente de Missy, em um estudo para criar uma raça nova e superior.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Georgie não desistiu em nenhuma pedra que entrou em seu caminho para se aproximar de Veronica, mesmo com Mary sempre interrompendo-o e questionando-o sobre suas ações. E não teve nada dando certo para ele, por mais que Veronica ficasse mais próxima dele.

O garoto conseguiu ir tão longe com o tema que até ser batizado na igreja ele foi. O problema é que teve muitos pensamentos pecaminosos ao ver Veronica saindo molhada das águas e depois dele mesmo ser batizado, roubou um beijo da garota, que lhe de um soco no meio do rosto.

Já Sheldon ficou intrigado em como Missy não entende as coisas, e em uma metodologia bem simples, ele tenta ensiná-la fração, e seu método a faz compreender as coisas. Então ele decide que pode mexer no cérebro das pessoas e fazer uma nova raça.

O problema é que Missy é bem turrona e as iniciativas de Sheldon não dão muito certo. Quando ele usa o método de castigo, que aqui envolveu cortar uma mexa do cabelo da boneca da irmã, ele levou um murro.

Vimos um pouco de Tan e suas piadinhas, e gostei do envolvimento de Sheryl, a bibliotecária do colégio. Além disso, a série reviveu um clássico dos anos 80, Alf, o ETeimoso, série que é a paixão de Missy, e adoraria rever algo de Super Vicky e até Punky, a Levada da Breca.

Acho legal que como o formato e diferente de The Big Bang Theory, Young Sheldon sabe brincar e dosar o drama e a comédia, deixando tudo bem desenvolvido nos episódios e até conduzindo por um arco maior.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.