Young Sheldon | 2×09 – Family Dynamics and a Red Fiero

Uma coisa que as vezes não vemos são os sacrifícios que os pais fazem pelos filhos, ou não se entende por ser muito novo, ou não ter uma bagagem muito grande, e é isso que Young Sheldon acaba tratando neste episódio, colocando George em grande destaque.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Enquanto Sheldon precisa fazer um trabalho de psicologia, por conta de suas aulas complementares, ele acaba se colocando neutro e observador dos dramas de sua família, e é aí que vemos mais sobre os membros dela, rimos com Georgie e Missy, enquanto vemos o amor de Meemaw e Mary, mas quando George precisa da família, as coisas desandam.

George acaba recebendo a proposta do emprego dos sonhos e compartilha isso com a esposa, só que Mary acaba surtando, pois com 6 horas de distância, a família precisaria se mudar de cidade, e de estado. É então que as confusões dentro de casa começam, já que George quer muito o emprego, enquanto Mary manipula a todos para o lado emocional, para que fiquem onde está, na mesma vizinha, ao lado de Meemaw tudo mais.

É então que vemos como ele acaba sacrificando tudo pela família, pois até a visita a universidade onde trabalharia, vemos que ele está realmente empolgado com tudo isso. Em torno desse drama, é impossível curtir as partes cômicas, pois George realmente está frustrado em não ter apoio em ter algo que sempre sonhou, e é complicado “curtir” isso.

Quando ele conta que não vai mais se mudar, que recusou o emprego pelo bem da família, e se tranca no quarto, ele ouvir a comemoração do lado de fora foi de partir o coração…

Young Sheldon não foi engraçada, foi dramática, intensa e mostrou como muitas vezes os pais, incluo principalmente muitas mães no sentido dessa palavra, para dar o melhor aos filhos e manter a relação saudável, acabam se frustrando e se acomodando na vida mais estável. Foi bem intenso esse Ação de Graças dos Cooper.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.