Young Sheldon | 2×06 – Seven Deadly Sins and a Small Carl Sagan

Young Sheldon traz os sete pecados capitais para o Halloween e cria uma casa de horror para a igreja, enquanto Sheldon passa raiva com sua fantasia. Episódio focado na fé de Mary e no desejo do Pastor Jeff em criar algo para trazer as pessoas para a igreja.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Com o episódio focado em Mary, vemos ela assistindo horrorizada as críticas do evento de Halloween do ano anterior da igreja, onde simulavam brigas e sangue esguichando para todos os lados, então Jeff passa para ela a missão de criar algo que agrade a todos e não seja tão profano. O erro dela? Chamar o Sr. Lundy para criar a situação…

Lundy pensa tão adiante que transforma acasa em uma verdadeira casa dos horrores com ele vestido de Satanás e apresentando os pecados pelos cômodos. Mary não gosta muito, pois ele acaba tendo mais destaque do que a sala da redenção, onde ela está vestida de anjo, e isso a deixa maluca.

Eis que tudo só normatiza quando a nova namoradinha de Georgie acaba vendo tudo aquilo e ficando horrorizada, acabando assim com o encontro do garoto que ainda vê a aluna de Sheldon indo pedir perdão a mãe dele, que está ali para salvar as almas dos pecadores.

Sheldon teve seus momentos cômicos, mas eles ficaram para o fato das pessoas não identificarem que ele estava fantasiado de Carl Sagan, astrônomo e astrofísico que contribuiu para a pesquisa de vida extraterrestre. Enquanto seus amigos foram para algo mais simples, como Billy de Superman e sua irmã Missy de Cindy Lauper, ele não foi de fácil identificação, mas a última casa ele entra em êxtase ao ser reconhecido.

Young Sheldon traz bons momentos e fez um episódio de Halloween delicioso, e novamente a presença de Jason Alexander foi muito bem aproveitada.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.