Young Sheldon | 1×13 – A Sneeze, Detention and Sissy Spacek

Young Sheldon consegue ser a cada episódio mais graciosa. A série trata o drama da família de forma leve e nos conquista em cada cena ao qual seus personagens entram em cena. George, que achei que fosse ser ofuscado pela relação entre Mary e Sheldon acabou trazendo um coração incrível para a série.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Aqui mostraram o medo de germes de Sheldon e como ele ao confrontar a professora, colocando sua vida acima das regras da classe, acaba indo para detenção. Infelizmente as cenas dele na detenção foram rápidas demais e não abusaram da situação, apenas colocando Sheldon na sala, o professor espirrando e ele mais uma vez fugindo para ter 1 semana de suspensão.

Mas o melhor ficou para as reações em família.

Amei o carinho e os exageros de Mary, mas Meemaw roubou lindamente a cena ao rir da filha e até criar um camarote para ver as tentativas dela em se aproximar de Sheldon, que se trancou na garagem com um ambiente esterelizado e pronto para viver como se estivesse em uma guerra biológica. No fim é ela quem “resgata” Sheldon…

George Jr e uma figura… Ainda não sinto uma conexão muito grande com ele, mas seus momentos foram engraçadinhos, só que não vai muito longe, sempre sendo o irmão mais bobo do futebol. Agora, Missy é simplesmente maravilhosa! O lance do desenho na máscara do irmão, os comentários sobre ele estar de castigo ficando em casa e Mary explicando a diferença. Adorei!

Young Sheldon continua de forma simples explorando a dinâmica de uma família onde todos tem seus problemas, mas ainda precisam lidar com alguém cheio de “dedos” em cima de suas fobias e de sua genialidade. E a narração de Jim Parsons, a meu ver, continua desnecessária…

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.