Will & Grace | 10×15 – Bad Blood

Mais uma vez Will & Grace toca em um tema tão importante e complicado, deixando a comédia um pouco de lado para ser intensa. Aqui no Brasil doação de sangue por homoafetivos não é aceita, e agora vemos que nos Estados Unidos pode não ser diferente com Will falando de suas batalhas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O primeiro jantar de Will e Grace com Marilyn e Martin juntos tinha tudo para ser tranquilo, e engraçado, principalmente com Grace tentando chamar Marilyn de mãe e ela se fingindo de surda nesses momentos. Só que a série dá uma reviravolta quando coloca Martin no hospital, precisando fazer uma cirurgia e necessitando de transfusão de sangue.

Sabendo que Will poderia doar, Martin se recusa a receber o sangue dele por ele ser homossexual. A discussão dele com Grace foi bem tensa, mas o mais emocionante ficou para a conversa de Grace com Will, que conta que não irá brigar por isso, pois está cansado de sempre precisar se provar, precisar fazer de coisas pequenas sempre uma batalha.

Quando Grace não aguenta e briga com o pai na frente de Marilyn, isso obriga Will e Martin a ter uma conversa. Ele conta que faz uma bateria de exames sempre, que quando começa um relacionamento, diferente do casal heterossexual que só veem o par, eles precisam trocar exames e recomendações médicas para ver doenças, e que isso é muito mais do que casas hetero, pois eles as vezes nem sabem a própria situação.

Esses tipos de conversas são mais do que necessários, ainda mais no momento em que vivemos, se identificar com um discurso desses, sentir-se fraco ao ver Martin recusando o sangue e sendo escroto com seu preconceito foi bem doloroso.

E a série se manteve na comédia com Jack e karen discutindo o que ele terá em seu casamento, pois ela quer coisas do bom e do melhor e se recusa a dar um bolo de unicórnio que joga marshmallow na cara das pessoas. Ele sente que seu casamento não é seu, assim como ela decide as coisas da peça. Mas eles conseguem se entender depois de tudo.

Will & Grace as vezes parece não evoluir seus personagens, mantendo algumas tramas muito pé no chão e leve, mas quando resolve tocar em dramas mais sérios, consegue fazer isso muito bem.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.