Westworld | 1×02 – Chestnut

Com narrativa mais lenta, Westworld segue conquistando fãs e nos apresentando um paralelo interessante sobre a natureza humana para sair de sua caixinha e ser algo diferente, como forma de relaxar e esquecer os próprios problemas. Viver uma vida completamente oposta a que tem e adentrar de cabeça nesse jogo.

IMERSÃO

Compreendemos a função de Westworld através dos olhos de William, que é levado a este imenso novo formato com um amigo. Enquanto ele anda encantado, e um pouco assustado com tudo aquilo, seu amigo aproveita ao máximo, com direito a faca na mão de um anfitrião bêbado e transar com 3 garotas. Gostei de ver William encantado por Dolores

Westworld

Enquanto William busca compreender aquele universo, Maeve começa a ter lembranças de sua vida passada e através de várias interações para conserto, as coisas não melhoram e a questão que os técnicos não sabem responder é: os anfitriões podem sonhar? Parece que a última atualização traz grandes pesadelos ao complexo.

O sonho de Maeve com sua filha, fugindo de ser escalpelada pelos índios e acabando sendo mortas pelo Homem de Preto, foi bem intenso.

OUTRO NÍVEL

Enquanto isso, temos 3 níveis diferentes sendo abordado pela série. O Homem de Preto busca o labirinto com o nível secreto, com direito a invasão a uma sessão onde há uma igrejinha branca e ele acredita que isso o levará ao local secreto. Para isso ele tortura um dos anfitriões, mata todos os seus parentes e esposa, deixando para a filha dele lhe dar a diretiva.

Ford, um Anthony Hopkins incrível em cena, contempla o universo que criou e busca novas ideias para saber como expandir aquilo. Essa conquista o faz se conectar aos seus personagens e ter um amor paterno intenso, uma força além do criador e criatura. É dali que ele busca a ideia para a nova história a ser abordada em Westworld.

Westworld

Bernard e Cullen são bons juntos, pois ele segue a ideologia de Ford, enquanto ela teme que isso cause muitos problemas, principalmente com Simon a frente de criar uma nova história… A apresentação dele é genial, mas já vemos ele como metódico, e as vezes até furioso com os funcionários, e com a negação de Ford a sua história, quero ver sua reação a tudo isso.

Os anfitriões estão acordando do que poderia ser um sonho, e com essa conexão aos “pesadelos”, como eles chamam o acesso as memórias antigas, tudo deve ficar mais complicado a partir daqui.

Com tanto acontecendo, J.J. Abrams e Jonathan Nolan continuam a sua maneira buscando uma forma de conquistar seus fãs com essa narrativa instigante de Westworld. Mas há quem não esteja curtindo muito essa demora de ver a trama desenrolar.

Fico por aqui, comentem e to be continued