Titãs lançam versão acústica de “Porque Eu Sei Que é Amor” e disponibilizam álbum Sacos Plásticos nas plataformas digitais

Os Titãs lançam no Dia dos Namorados, 12 de junho, uma nova versão de “Porque Eu Sei Que é Amor”. O romântico registro, gravado originalmente em 2009, ganha agora uma roupagem acústica na voz de Sérgio Britto, acompanhado por Branco Mello e Tony Bellotto.

Aproveitando a releitura da canção, a banda traz mais uma novidade aos fãs. Na próxima sexta-feira (14), os Titãs relançam Sacos Plásticos pelo Midas Music, gravadora do produtor e empresário Rick Bonadio. O álbum é o único da discografia que ainda não estava disponível nas plataformas digitais de áudio.

Os fãs pedem para que lancemos Sacos Plásticos nas plataformas há um bom tempo. Resolvemos atendê-los e, de quebra, fazer uma nova gravação de ‘Porque Eu Sei que é Amor’ no formato Trio Acústico“, explica Sérgio Britto.

A sonoridade crua, despojada e direta do novo arranjo de ‘Porque Eu Sei que é Amor’ revela o excelente momento musical que estamos vivendo“, conta Branco Mello.

‘Porque Eu Sei que é Amor’ nesse arranjo acústico é um dos pontos altos do nosso show Titãs Trio Acústico, por revelar na essência o romantismo visceral dessa canção”, completa Tony Bellotto.

Sacos Plásticos

Lançando em 3 de junho de 2009, Sacos Plásticos é o décimo terceiro álbum dos Titãs e o primeiro de inéditas desde Como Estão Vocês?, de 2003.

Nas faixas, os Titãs apresentam programações eletrônicas, como já haviam feito em álbuns anteriores, como os clássicos Jesus Não Tem Dentes No País Dos Banguelas (1987) e O Blesq Blom (1989). Pode-se observar essas experimentações em canções como “Amor Por Dinheiro”, “Sacos Plásticos”, “Quanto Tempo”, “Agora eu Vou Sonhar” e “Múmias”. Em duas canções, “Porque Eu Sei Que é Amor” e “Deixa eu Sangrar”, os arranjos orquestrais sensíveis e criativos são assinados por Eric Silver e foram gravados em Nashville, nos Estados Unidos.

A química sonora dos Titãs se revela com toda a potência no álbum: melodias inspiradas, letras diretas e a mistura rítmica de rock, reggae, funk, punk e pop, típica da banda. Com temas variados, refletem sobre as contradições do mundo da época, o consumismo, a ganância e os encontros e desencontros do amor.

O disco traz ainda a participação especial de Andréas Kisser, guitarrista do Sepultura, na música “Deixa Eu Entrar”.

A partir de 14 de junho, confira o álbum completo em todas as plataformas digitais.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.