This is Us | 3×13 – Our Little Island Girl

Até onde os pais se sacrificam pelos sonhos dos filhos? This is Us trouxe mais uma vez uma episódio sensível e intenso, e nos colocou na perspectiva de Beth com relação a sua mãe, Carol, e nos mostrou uma mulher forte e disposta a ajudar a seus filhos a entrarem no caminho certo.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Conhecer esse passado de Beth e nos mostrando como Carol é intensa, nos fez ver a radical mudança da personagem nos flashforwards, onde a vemos a frente de uma academia de dança. Ver o sonho da pequena Beth e a diferença entre Carol e Abe foi sensacional, pois nos colocou na perspectiva da relação da própria com Randall.

Toda criança tem um sonho e o de Beth era ser bailarina. Carol queria algo estável e certo para a filha, mas Abe a deixou sonhar e permitiu a filha curtir ao máximo esse sonho, entrar na melhor escola de dança e vê-la galgar os degraus para a glória própria em sua profissão sonhada.

Só que Abe vem a falecer e não tem a chance de ver a filha brilhar, só que vai mais além. Vemos como Beth foi sendo empurrada pelo professor, que a troca por outra negra, mostrando um pouco do preconceito do próprio, pois em nenhum momento vemos ele criticar ou negar algo a Beth, simplesmente temos a entrada de uma nova aluna de seus olhos.

Com a morte do pai e vendo seu sonho escorrer pelos dedos, Beth começa a repensar as coisas e prontamente Carol faz todos os planos possíveis para a filha e a coloca no caminho de Randall.

No presente é muito interessante ver a relação das duas e quando Beth estoura, fala que a mãe não tem “ar” e sufoca as pessoas ao seu redor, ela traça um paralelo de como ela tem Randall para lhe ajudar a respirar, e Carol fala que seu equilíbrio, seu ar, era seu marido, Abe, que a colocava no caminho certo.

Mais uma vez This is Us nos mostra que há muito por trás de cada coisa, que nada é preto no branco, e que sentimentos, responsabilidades e tudo mais, vão além do que podemos ver. Carol só queria não ver os filhos sofrerem e não terem um futuro certo, e assim como foi pressionada pela mãe, repassou essa pressão para seus filhos.

No final Carol tinha batido a bacia no corrimão da escada em uma confusão na escola onde é diretora, mas estava tudo bem. Foi muito bom ver que ela tem o pulso firme até com seus alunos, e como eles a respeitam muito por isso.

Adorei ver Beth resolvendo seguir o seu sonho, mostrando que nunca é tarde para fazer as coisas, que a menina sonhadora ainda existe dentro dela, só precisa de uma chance de mostrar isso, de se encontrar e não explodir, como Zoe chega a falar para ela.

Zoe, mesmo se mostrando as vezes sem um caminho, é uma prima-irmã importante para Beth e ambas tem um amor imenso, até por terem idades aproximadas e terem sido criadas tão unidas. Foi importante ver mais esse lado das duas.

This is Us mais uma vez acerta ao aprofundar em uma personagem tão importante e interessante quanto Beth, e trouxe para ela um universo incrivelmente rico de histórias.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.