This is Us | 2×12 – Clooney

No melhor estilo filmes de animais que passam na Sessão da Tarde, This is Us iniciou o episódio nos mostrando a jornada na rua de Clooney, o gatinho de William e não nos situando no presente ou no passado, ficamos preocupados com o destino do bichano e nos emocionamos com seus momentos. Sério, a série conseguiu nos fazer torcer pelo bichano a cada escapada na rua, a cada desvio do carro e então com seu encontro com o dono no passado, e com o rapaz que é seu novo dono no presente.

E este episódio foi bem sobre isso, os reencontros e as retomadas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Randall precisou passar por alguns perrengues para se reencontrar e sua jornada buscando compreender William aqui foi sensacional. No passado vemos que ele é bem dedicado no que está disposto a querer e faz até sua pretendente sorrir, enquanto no presente o vemos buscar o sorriso da lembrança de William, enquanto Beth está preocupada com ele e suas vontades. O encontro da carta de amor de seu pai e sua jornada atrás da mulher foi deliciosa e hilária, pois elas sempre riam na cara dele tipo “William? Pára!”, mas por saberem que ele era bi e tinha um amor.

Foi lindo quando a senhoria do edifício o leva até o apartamento de seu pai e ele compreende que a Lady do poema, na verdade era para o pôster de “Lady Day“, de Rod Stewart, que ficava de frente para a sua janela, ressaltando a solidão William, o paixão pela musica e como Clooney o acompanhava.

Já Kate busca se concentrar em seu casamento agora que perdeu o bebê e também em compreender o próprio vício na comida, depois que Kevin jogou isso em sua cara. Maddison vira parte importante de sua jornada, o que é surpreendente visto a relação que ambas tinham. A forma como Maddison cresceu na série também é incrível, pois da loira magra que parece estar tirando sarro deles nas reuniões, descobrimos umas pessoa amiga, mas cheia de problemas, como o fato de se ver mesmo como gorda e vomitar o que come.

Então vemos Kate no passado sofrendo para poder caber em um vestido números menor que o que tinha, alcançar a meta do tamanho, mas se sentir vazia e assim almejar ir além e encaixar-se em um menor ainda. Kate sempre se sente focada em buscar um padrão, e descobrimos que os problemas alimentares e sua obesidade veio após a morte do pai.

Enquanto isso Kevin está passando um tempo com Rebecca na tentativa de se reconectar com a mãe, mas a presença de Miguel acaba o deixando desconfortável, só que traz conversas interessantes para eles. Miguel e Kevin tinham uma conexão, enquanto o pai dele era vivo, mas vê-lo “substituindo” o seu pai e doloroso e é aí que Miguel explica que não tem como substituir Jack, muito menos o amor que era o casal Jack e Rebecca.

No passado vemos Jack sendo confrontado por Miguel sobre o seu desejo de ter um negócio próprio e ele se motiva a fazer isso, se dar uma chance e Rebecca, mesmo com um pé atrás, apoia o marido na decisão. Demorei a entender quando ela comenta com Jack que sente que esqueceram de comprar algo no shopping, revi a cena, e só então percebi que o alarme de incêndio estava sem bateria…

This is Us vem desenhando pouco a pouco o seu desfecho de Jack e como ele foi morrer no incêndio, dando pistas como essa bateria, ou a fiação da casa que não aguenta muito e precisa dele a toda hora mexer nos disjuntores.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.