This is Us | 1×11 – The Right Thing to Do

E depois do agonizante final do último episódio, onde Toby sofre um “ataque cardíaco”, This is Us finalmente retorna para continuar sua história e o mais delicioso é como ela consegue extrair o melhor da trama que vem contando, assim como tira e esmaga cada sentimento na atuação de seu elenco. Impossível não conter as lágrimas com Milo Ventimiglia, Sterling K. Brown e Ron Cephas Jones.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Falando de espaço e relações, este episódio teve um foco na descoberta por parte de Jack e Rebecca que terão trigêmeos. Os efeitos disso são devastadores no emocional dos dois, pois Rebecca começa a sentir medo da maternidade, enquanto Jack faz o possível pra cumprir a promessa que fez para sua mãe: nunca ser como seu pai. Abordar essa relação tumultuosa dos dois e o desejo de se afastar dele levou Jack aos seus limites… Pedir dinheiro ao pai, vender o carro, mas saber que terá uma família feliz e sólida é o que o motiva.

As cenas mostrando Rebecca sonhando com seu futuro é sensível e nos faz ficar cada vez mais apaixonados pela série, mas é ver Jack indo sempre ao limite para se superar é sensacional.

This is Us

Randall e William é um caso de cumplicidade e companheirismo que tem de ser conquistado e eles vão vendo isso aos poucos. Randall tem ciúmes de ver o recém descoberto pai ir sumindo aos poucos com Jessie e esses sentimentos entram em contradições em sua mente, enquanto William percebe isso, mas se afasta. A descoberta do motivo de suas ações é chocante…

Em conversa intimista com entre pai e filho descobrimos medos e feridas que precisam ser curadas, mas acima de tudo, de um companheirismo que precisa ser melhor trabalhado. Quando William conta que não quer mais fazer o tratamento por conta dos efeitos colaterais, esperamos que Randall surte com o pai, mas ele é compreensivo ao ver a dor do mesmo. Foi uma cena linda.

Assim como o drama de Toby concluiu com ele tendo uma arritmia e precisando de uma cirurgia. Kate faz o possível para se manter ao seu lado e ele precisa ser forte para amá-la cada vez mais. Os dois vão se conectando, mas precisam de confiança e força.

Kevin tem um longo caminho para amadurecer. Ele precisa esquecer de si e pensar mais no próximo, perder essa conexão emocional que criou para se satisfazer. A forma como ele fica em dúvida entre Sloane e Olivia e como ele acaba machucando as duas é bem intensa. Lógico que nesse momento já estamos apaixonados pela simplicidade de Sloane e ficamos irritados com o retorno de Olivia…

Já ansioso por mais This is Us, que vai se firmando na lista das melhores estreias da fall season 2016-17.

Fico por aqui, comentem e to be continued