The Good Doctor | 1×17-18 – Smile / More [Season Finale]

Em volta a dilemas por conta de seu personagem principal autista, e como inúmeras pessoas acreditam que a série trate o mesmo como super-herói, The Good Doctor chega ao fim de sua 1ª temporada indo bem em suas tramas e também conquistando um bom número de audiência para a ABC. Freddie Highmore é competente em seu papel, mesmo com as discussões sobre seu Shaun.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Os dois episódios, “Smile” e “More”, tem uma trama principal que acaba sendo importante para Shaun, pois ele faz o possível para retomar sua amizade com Dr. Glassman, chega a lhe apresentar a barista Debbie, onde os dois acham pontos em comum, mas o médeico passa mal e descobre um glioma inoperável que lhe dá 8 meses de vida.

A partir deste ponto temos um Shaun descontrolado, fazendo tudo o que é possível para achar uma forma de salvar o amigo, achar explicações e tratamento, mas ele acaba sendo negligente com um paciente e coloca tudo em risco, já que Glassman prometeu a Andrews que se Shaun não fosse nada menos que excelente, ele sairia do hospital.

No final temos Glassman e Shaun descobrindo que o câncer dele pode ser operado, mas ambos decidem ir até Andrews falar sobre sua posição após Shaun falhar.

Gostei muito dos 2 episódios e a forma como tudo ao redor de Shaun foi tratado, principalmente sua amizade com Glassman, e a forma como ele passa a ver a amizade de Kenny, que prefere deixá-lo de lado após pegar sua TV e ainda ficar com suas pizzas, para poder se divertir com amigos.

O drama dos residentes acabam ficando bem interessantes, como Jared decidindo tentar algo com Celez e passando a paciente para Shaun, para não quebrar nenhum código. Já Morgan passa a ser pressionada a agir de forma diferente e até Melendez puxa sua orelha, mas será que a residente ouvirá o médico? Claire sempre é incrível, gosto de como ela confronta as coisas e aqui não mostraram os seus dramas com a mãe, deixando mais espaço para os outros personagens.

No fim The Good Doctor fez uma boa jornada neste 1º ano e já quero ver mais da série, só que espero que mudem algumas condições de Shaun, assim como a forma como as tramas se desenrolam, pois fica faltando alguma coisa no ar. A série não é ruim por isso, mas não deixa aquele gostinho bom no fim dos episódios.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.