The Good Doctor | 1×12 – Islands: Part Two

Em duas partes The Good Doctor abriu os olhos de Shaun e ainda trouxe uma história bonita e forte envolvendo as irmãs Kattie e Jenny, que nos emocionou ao lado de sua mãe a cada instante, sendo muito mais interessante que qualquer drama dos personagens fixo da série. As irmãs siamesas trouxeram amor e luz.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Kattie sobreviveu no fim das conta, mas foi uma jornada tão linda onde as irmãs precisaram compreender a ausência uma da outra em suas vidas depois de anos unidas. A dor da solidão, o sofrimento sentindo que uma parte de si estava faltando, as decisões a serem tomadas, tudo foi intenso, mas foi o pedido da mãe para que elas não a deixassem sozinha que fez a gêmea mais forte decidir por sobreviver. Jenny não teria força sem um coração novo e Kattie não queria deixar a irmã partir e assim ambas morreriam.

Foi um drama de muito amor e carinho, bem explorado e desenvolvido, que nos fez ficar com o coração nas mãos de tanta angústia. O drama dos médicos e reisdentes apenas nos permeou tudo isso e tirou um pouco do brilho.

Naru conseguiu retornar ao hospital depois de ameaçar processo, usando até mesmo a acusação de racismo, mas mesmo retornando, acreditando que seria aceito, acabou criando inimizade com Andrew e Melendez, que sendo obrigados a ter ele por perto, preferem ignorá-lo.

Shaun estava disposto a ir embora com Leah, mas não conversou com ela, nem sentiu nela a necessidade de sua presença, e conversando Brownie compreendeu onde errava. Além disso, seu drama ao lado de Glassman deveria ser explorado de uma forma diferente e esperava mais compreensão do médico. O rapaz estava sedo pressionado, o médico se achando o mais esperto, mas os dois estavam errado. Shaun por não saber se impor e também por conta de sua inocência e Glassman em não compreender a noção de espaço e exagerar para cima do rapaz.

Agora, Jessica tendo momentos incríveis com Melendez para no fim romper o namoro mesmo o amando foi duro. Ela ter que jogar o amor que sente fora para dar a chance dele ser pai foi uma desconstrução forte para ela. Resta torcer para que saibam conduzir a trama dos dois.

The Good Doctor tem feito bons episódios, desenvolvendo seus personages, mas nestas duas partes as gêmeas roubaram a cena e nos cativou em cada instante. Confesso que esperava que as duas fossem ser salvas no melhor estilo House.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.