The Good Doctor | 1×04 – Pipes

E chegamos ao 4º episódio de The Good Doctor e a série, mesmo com alguns pontos negativos, como a falta de carisma de um ou outro personagem, ou até mesmo os casos que são bem complexos, segue me agradando por conta do desenvolvimento dos personagens chaves e sua relação com Shaun e como isso acaba abrindo os horizontes deles.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Essa semana o caso principal foi de uma grávida, que estava tentando pela 3ª vez, que viu seu feto ter um tumor que estava lhe sugando a vida. A cirurgia poderia ser complicada e mais uma vez Shaun fala mais do que deve diante da paciente, colocando Melendez e sua equipe em uma posição de risco. Para piorar, o marido ela não quer que eles façam a cirurgia que decidiram, colocando a administração do prédio em atenção.

Melendez acaba punindo Shaun por mais uma vez chegar a atrasado e colocando ele e Claire em outro setor para acompanhar outros tratamentos, o que os deixam diante de uma garota que faz filmes pornôs com uma infecção próxima ao nervo da sensibilidade da vagina. Aqui vivi a mesma situação de Atypical, me vendo rindo do cotidiano de um autista e como sua sexualidade é normal, e então vemos ele criança aprendendo as coisas, o irmão todo atencioso, até a menina que zombou dele na época da escola.

Outro ponto que acaba engraçado é a forma como Shaun compreende através dos canos, que os nervos da paciente poderiam ser redirecionado, tirando a sensibilidade de um local e colocando em outro, evitando que perca a do órgão sexual. Assim temos Claire cada vez mais próxima de Shaun e até Dr. Andrews um pouco mais leve com ele, e disposto a ensiná-lo, principalmente em como ficar quieto diante dos pacientes.

Já a operação do feto foi tranquila, mas levantou questões de Melendez sobre como proceder e se deve proceder de alguma forma, e como tudo aquilo pode afetar sua paciente. É legal vê-los se questionando sobre seus métodos, principalmente depois de Shaun expor soluções que podem ser bem complicadas, e mais uma vez Jared é quem fica mais próximo de Melendez com as ideias que acabam surgindo. Por sorte tudo dá certo.

Na vida particular de Shaun, ele se vê em um lugar cheio de pequenas reformas a serem feitas, e Aaron Glassman acaba pedindo para ele ir até o zelador e deixar a lista dessas reformas com ele. É engraçado ele chegar de madrugada com a lista, ou então voltar cobrando explicações por ele ter arrumado coisas que ele não pediu. Além disso, a aproximação dele com a vizinha tem sido algo bem bacana.

The Good Doctor está indo bem, a audiência tem respondido muito bem as tramas. Eu tenho um lema que se chegar no 3º episódio e a série novata não me agradar eu já deixo ela de lado, mas essa tem me pegado nos pequenos detalhes, e principalmente na suavidade de Freddie Highmore.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.