The Flash | 6×15 – The Exorcism of Nash Wells

Para mim o melhor deste episódio de The Flash foi a vilã Sunshine, e ela é uma criação para a série, sem contrapartida nos quadrinhos da DC. Gostei demais da forma como ela queima as coisas e se locomove pela luz solar… E ela é mais uma fazendo missões a mando da Black Hole.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Eve criou um dispositivo e precisa dele para agir, pois ela consegue levar as pessoas para dentro do espelho, mas ela não consegue sair. Assim ela já tem Iris e Kamilla como suas capangas, e as duas originais devem estar presas em algum lugar dentro do espelho.

Infelizmente essa trama segue enfadonha, mesmo que com as mulheres arrasando em atuação, as coisas não andam muito, e espero que agora que tudo se conectou com a polícia e Joe, as coisas caminhem melhor na questão de trama e resolução.

Enquanto isso Barry, Cecile e CIsco buscam uma forma de resgatar Nash de dentro de sua própria mente, já que uma versão de Eobard começa a sair para que o Flash Reverso chegue a Terra-Prime, e todos conseguem que Nash encare os seus problemas e seja mais forte que Eobard. O legal é que no fim a Força Reversa é retirada de seu corpo, mas dá ideias a Barry.

Cisco e Caitlin lhe deram um dispositivo para medir sua conexão com a Força da Aceleração enquanto a mesma está em seu corpo. A ideia é eles criarem uma força que substitua a aceleração morta…

Espero que The Flash se encontre novamente, pois tem sido bem arrastrada, enquanto as outras séries do Arrowverse meio que já se encontraram.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.