The Flash | 4×09 – Don’t Run

The Flash veio para reforçar que Iris é realmente a nova líder do grupo. A personagem ganhou importância e relevância, e mesmo após o casamento tende a crescer ainda mais, mas não sem sofrer com os dramas que Barry lhe promete incluir.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Separar a equipe, colocando-os com a dúvida entre ir atrás de Caitlin, sequestrada por Amunet, ou de Barry, levado por Pensador com o intuito de mostrá-lo que ele terá que ir além de sua velocidade e de sua força. Confesso que de início pensei que o Pensador e a Mecânica fossem querer pegar seu corpo, por conta da decomposição do corpo atual…

Mas aí conhecemos o Brainstorm, o rapaz que foi o propósito da nova onda de massa negra criada no momento de salvar Barry. Brainstorm tinha todas as condições de receber a mente do Pensador e assim salvá-lo, mas para isso ele tinha que ser salvo por Caitlin, que teve de fazer uma cirurgia em baixas condições e sob a pressão de Amunet.

Gostei do desenvolvimento das duas tramas e de como Iris cresce a todo instante, com um empurrãozinho de Harry. A forma como Barry explica que quer parar de correr, pois agora em Iris ao seu lado, foi lindo, e o pior é que ele foi preso por terem encontrado o corpo do professor DeVoe

Assim, nos próximos episódios iremos ver Cisco, Harry, Caitlin, Ralph, Joe e todos os amigos tentando provar a inocência de Barry, mas o meu maior medo é que Barry não tocou na faca, ele apenas a mostrou para Iris e ela sim a pegou em suas mãos.

Ver Dominic, ou melhor, DeVoe, enganar mais uma vez a todos, mostrando sua inteligênica sem limites foi algo bacana, mas quem roubou a cena foi Amunet. QUe vilã deliciosa, que sotaque gostoso. É bom ver Caitlin tendo seus próprios momentos, seus medos, e como ela começa a temer ser menos interessante que Nevasca, que conseguiu até um café com seu nome.

The Flash realmente está mais instigante, suas tramas estão engraçadas, mas muito bem conduzidas com o drama bem colocado.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.