The Flash | 3×12 – Untouchable

Com todos finalmente sabendo a verdade, The Flash trouxe um episódio delicioso falando sobre morte e perda e como isso é difícil para os dois lados do problema. Além disso, colocar Julian recebendo a carga de suas atitudes ao ser usado por Savitar também foi bem interessante, mas nada como Caitlin ganhando destaque.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Primeiro temos o vilão da morte, que ao tocar a matéria traz o fim da mesma. Com ele sabendo sobre o Flashpoint e como foi humilhado, ele vem atrás de Joe e todos os policiais da outra linha do tempo que o prendeu. Sendo problema de Julian, ele sente-se fortemente implicado ainda mais com Iris sendo tocada pelo vilão.

A morte de Iris é novamente utilizada aqui, mas desta vez é com seu pai descobrindo que ela tem um fim declarado e que o pessoal do STAR Labs estão correndo atrás para salvar sua filha, mas ele ainda sente que foi enganado por todos saberem sobre o destino dela e estarem fazendo algo, enquanto ele apenas segue a vida. Jesse L. Martin deu um show de atuação quando confrontou Barry e Iris, conseguimos deixar as lágrimas rolarem com eles.

E o episódio é isso, a morte rondando e a vida também, já que Joe conhece a filha de Cecile, Joane, e foi delicioso colocá-la como fã de Kid Flash/Wally e eles colocando Joe para escolher quem é melhor, Kid ou Flash… Uma pressão e tanta!

O destaque para os dramas foram mais fortes neste episódio, como Caitlin argumentando com Julian que eles erraram, mas podem consertar e estarem ali para fazer o diferencial. Lógico que Julian a magoa com algumas palavras, mas está ao seu lado quando ela precisa soltar temporariamente a Nevasca para salvar Iris. Estou gostando do desenvolvimento do casal.

Iris e Barry terão muito o que mudar para lutarem por um futuro e nesse meio tempo terão que salvar uma outra pessoa: Harry Wells! Quando Wally finalmente consegue aprender uma forma de transpassar a matéria, eis que temos o retorno de Jesse Quick, e como  eu adoro a presença dessa garota na série.

The Flash continua leve e gostosa de acompanhar, mesmo que as tramas estejam pesadas, lidando com destino, morte e escolhas.

Fico por aqui, comentem e to be continued