The Flash | 3×08 – Invasion!

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

E damos sequência ao crossover das séries DC Comics da The CW, e The Flash já os faz ignorar o que vimos em Supergirl, pois repetiram a cena de Barry chamando Kara, mostrando como tal cena na série foi inútil… Só espero que o evento ao menos renda algo no próximo episódio da heroína.

O episódio volta um pouco e mostra como está o relacionamento de Barry e Cisco e isso é ótimo, pois mesmo com a viagem a Terra de Kara, as coisas não mudam, e ele é o estopim para iniciar as desavenças entre a equipe e Barry. A forma como ele faz Barry expor os acontecimentos e mudanças do Flashpoint é excelente, e até Diggle fica puto com ele ao saber da história de sua filha. Ainda não ajuda muito a informação de que Barry de anos a frente enviou uma mensagem para Rip Hunter para que ele não confiasse em Barry…

Após a queda da nave dos Dominadores, Lyla é o elo que liga as séries e enquanto ela e a ARGUS focam em como resolver os aliens, e ainda mostrando como eles invadiram o planeta na década de 1940, eles ainda precisam proteger o presidente, que acaba sendo pego pelos Dominadores. Lembrando que na Terra de Kara é uma presidente, interpretada pela Lynda Carter.

The Flash

Explicado este início, logo vemos a equipe se reunindo, incluindo os Lendários, na frente de um antigo prédio da Star Labs que nos remete a Sala da Justiça… Ali começam os treinamentos, com Kara mostrando como é ser Supergirl.

Todo o desenvolvimento é interessante, as cenas de ação são ótimas. É incrível ver Arqueiro Verde, Flash, Supergirl, Speedy, Espartano, Canário Branco, Onda Térmica, Nuclear e Átomo em ação, enquanto são orientados por Felicity, Cisco e Caitlin. Lógico que os Dominadores entram em um momento e há a guerra entre eles, onde todos precisam aprender a confiar um no outro.

A grande questão aqui é mostrar eles como equipe. Barry precisa da confiança dos outros e será difícil por conta de suas atitudes; a conversa de Ray contando a Barry o destino de Snart foi legal, assim como sua armadura nova; os momentos de Kara são ótimo, mas ponto alto para o papo dela com Mick; no mais os eventos trouxe muito drama e todos no melhor estilo.

The Flash

Wally quer se tornar um Kid Flash, mas Iris é contra, o que nos faz ver Harry querer treiná-lo, só que não conseguimos confiar nesse Harry, ainda mais que ele esconde muitas coisas, e nos faz imaginar ele querendo fazer isso só para ter material para seu próximo livro.

A conversa de Caitlin com Martin é ótima, ele deixa claro que todos estarão ali para ajudá-la quando o poder dela estiver no auge. O problema é que ele precisará lidar com muita coisa, uma vez que sua vida foi completamente modificada, com direito a chegada de uma filha… Já quero ver mais disso.

O crossover começou bem, apresentou os Dominadores, a união da equipe foi bacana e espero um melhor desenvolvimento para os próximos episódios. Este episódio mostrou bem o trabalho de Greg Berlanti e equipe e só me reforçou a vontade de ver unido os universos de Supergirl com Arrow, The Flash e Legends of Tomorrow.

E veremos mais em Arrow, com direito a um especial pelo centésimo episódio…

Fico por aqui, comentem e to be continued