The Big Bang Theory | 12×07 – The Grant Allocation Derivation

The Big Bang Theory finalmente abriu os olhos de Leonard e o fez passar por uma série de problemas em tomada de decisão e o fato dele querer sempre estar de boa com as pessoas. Enquanto isso, adorei o clube secreto de Bernadette, Penny e Amy.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O reitor Siebert deu a Leonard a missão de repassar um orçamento para um determinado projeto que fosse apresentado a ele. Então ele vira o centro das atenções de Raj, Barry e Lee, que tem cada um o seu projeto e precisa que ele tome urgente uma decisão. Até ele ser pressionado estava tudo ok, com direito até a Penny ficar excitada com seu jeito mais decidido, então tudo vira.

O que realmente gostei foi ver Sheldon abrindo seus olhos para o fato de que não importa a decisão que tomar, alguém ficará puto com ele e que ele não deve se importar. Pela primeira vez gostei da ideia dele em tomar para si o orçamento, mesmo que ele não saiba o que fazer com o laser, mas ter a certeza de que todos não irão gostar e ele terá algo que precisa, ou não.

Leonard sempre foi submisso, e ter isso a seu favor, finalmente é um aprendizado ao personagem.

Então temos a casinha de Haley, filha de Bernadette e Howard, que acaba virando um local seguro para ela, um local onde ela pode se esconder um pouco e ter um tempo para pensar. Foi legal ver Penny e Amy aos poucos entrando nessa situação, e precisando de um clube para beber, comer e só relaxar.

E adorei ver Howard assumindo que é complicado os próprios excessos para a esposa tomar conta, assim como os dois filhos, o trabalho… E que ela ter esses momentos é bom para todos ali.

The Big Bang Theory vem fazendo uma temporada disposta a aparar algumas pontas e levar seus personagens para outros pontos e desenvolvê-los nessa situação. Gostei principalmente pela forma como estão trabalhando as garotas e lhes dando ainda mais espaço.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.