Templo Satânico processa produtores de O Mundo Sombrio de Sabrina

O Mundo Sombrio de Sabrina, que traz uma roupagem mais, digamos, sombria de Sabrina Aprendiz de Feiticeira, estreou na última sexta (26) na Netflix, e você pode conferir o que achamos sem e com spoilers. Mas o problemas que a série trouxe é mais, digamos, satânico.

O Templo Satânico dos Estados Unidos, que já reclamou da abordagem de American Horror Story: Apocalypse nas últimas semanas, resolveu agora processar os produtores de O Mundo Sombrio de Sabrina.

A questão é que a igreja tem os direitos em cima da estátua de Baphomet vista na série, assim Lucien Greaves, co-fundados do Templo Satânico não está pegando leve com a série. “Sim, nós tomaremos ações legais em cima da apropriação de #OMundoSombrioDeSavbrina, em cima de nosso monumento que temos direitos legais, para promover o Pânico Satânico na ficção deles“.

De acordo com o LRM, ao ser questionado sobre a repercussão que sua religião pode ter, Greaves veemente discorda:

Ter um de nossos ícones centrais associado ao sacrifício humano em um culto patriarcal é dificilmente uma boa exposição e dificilmente uma queixa frívola. Lutar contra essa bobagem é o coração da ‘causa’!“.

No elenco da série temos, Kiernan Shipka, como Sabrina Spellman,  Miranda Otto como a Tia ZeldaLucy Davis como Tia HeldaJaz Sinclair como uma amiga de Sabrina chamada Rosalind Walker, Michelle Gomez como Mary Wardell, Ross Lynch como Harvey Kinkle e Richard Coyle como Blackwood.

O Mundo Sombrio de Sabrina tem os seus episódios disponíveis na Netflix e já está rodando a sua 2ª temporada.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.