Taron Egerton realmente canta, dá um show de atuação e surpreende em cenas de Rocketman; vimos 15 minutos do filme!

Rocketman chega, apenas em Maio nos cinemas, mas a convite da Paramount Pictures, vimos 15 minutos da produção para nos preparamos para esse novo filme biográfico, que dessa vez, irá contar a história do cantor Elton John.

Exibidas há 2 semanas lá nos EUA, e logo depois, no painel do estúdio na Cinema Con (leia mais aqui), as cenas surpreendem, impressionam, e pelo que foi mostrado, deve lançar Rocketman feito um foguete, com um burburinho gigante, para a próxima temporada de premiações.

Pegando carona no sucesso monstruoso de Bohemian Rhapsody, as comparações com o drama indicado ao Oscar são inevitáveis, afinal, ambos dividem o mesmo diretor, Dexter Fletcher e contam as histórias de figuras polêmicas, mesmo que diferentes, mas que moldaram o cenário musical nas últimas décadas.

Assim com essa prévia, Rocketman começa a ganhar fôlego, e começar sua campanha, até as indicações para as premiações no final do ano. Rumores que o estúdio, tenta lançar o filme, no prestigiado Festival de Cannes que começa alguns dias antes da estreia do longa, marcada para 30 de maio no Brasil.

Rocketman tem chances? Sim, pelo menos nesses 15, 20 minutos do filme vemos que Taron Egerton ter força e carisma para isso, onde o ator realmente canta, dá um show de atuação e surpreende como o icônico cantor Elton John.

Rocketman – Vimos 15 minutos do filme | Foto: Paramount Pictures

Rocketman tem sido vendido como “uma fantasia que virou realidade” e pelo que vimos realmente será isso. Colorido, com com cores fortes e figurinos marcantes, o filme deve ser bem mais que um drama com músicas, a produção deve entregar um musical tradicional, com as pessoas levantando e cantando enquanto as cenas ocorrem. Em momentos exibidos, isso ficou claro, em pleno menos duas passagens, uma quando Elton John se apresenta, e tanto o cantor, quando a platéia são embalados pela música e flutuam. E num segundo momento, quando vemos o cantor em uma discussão com outra pessoa que sai cantarolando um música em um restaurante. Tudo bem teatral, e de certa forma, empolgante.

Mas, Rocketman, também, deve contar com uma boa dramatização, ao mostrar a jornada do jovem Reggie até virar o famoso Elton John. Em uma das cenas estendidas que vimos, temos o jovem Reginald Kenneth Dwight mostrar um talento para música desde de criança, enquanto sua mãe Sheila Eileen (Bryce Dallas Howard) tenta uma vaga na prestigiada e concorrida Royal Academy of Music.

A cena desenrola com o jovem Reggie precisando convencer uma professora de seu talento, e logo em seguida, vemos a passagem avançar para o futuro, quando a mesma, já mais velha, o indaga sobre ele ir para pubs para tocar rock, em vez de música clássica, e ele afirma não querer “tocar música de pessoas mortas”.

A cena corta e passa para o cantor junto com amigos, enquanto eles recebem a oferta para gravar três álbuns. Outras passagens, ainda passam de forma confusa e embaralhada, até a discussão de Reginald para mudar seu nome para Elton, e ainda discutir com um colega que tem o mesmo nome que ele, sobre o acontecimento.

As cenas ainda mostram os preparativos de John e sua banda para uma apresentação nos EUA, a primeira vez do cantor no país, no bar Troubadour, onde conhecemos o personagem do ator Tate Donavan, Doug Weston e vemos pela primeira vez, o empresário John Reid (Richard Madden).

Vemos assim, logo em seguida, um monte de cenas, montadas e editadas em especial para o vídeo, que mostram Elton John sofrendo com o sucesso e não vendendo mais como antes, “Estou em número 11 na Itália” ele diz.

E claro, Rocketman, ainda nos deixa um gancho de que realmente o filme irá mostrar Elton John e seu uso excessivo de drogas, as diversas festas, compras e sexo, onde num dos momentos, o personagem diz ser viciado nisso tudo.

Na parte musical, tivemos as músicas Crocodile Rock cantada na apresentação no Troubadour, Yellow Brick Road, onde vemos o personagem do ator Jamie Bell, o parceiro musical de John, Bernie Taupin, e ainda Saturday Night’s Alright For Fighting, Bennie and the Jets e Don’t Let the Sun Go Down On Me.

Em resumo, Rocketman parece ser um filme bem promissor e se depender do lobby da Paramount Pictures deve ser um dos grandes lançamento do estúdio no ano, apenas, onde, torcemos e muito para o longa garantir fôlego até a chamada temporada de premiações, pois, até agora, com o que já vimos, a produção nos conquistou.

O roteiro ficou nas mãos de Lee Hall.

Rocketman chega em 30 de maio nos cinemas.

Miguel Morales

Sempre posso ser visto lá no Twitter falando sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema e claro outras besteiras. Uso chapéu branco e grito It's Handled! Me segue lá: twitter.com/mpmorales