Supergirl | 4×15 – O Brother, Where Art Thou?

Eis que temos Lex Luthor em Supergirl, com direito a referência ao fato de Superman não ser um Deus e a primeira vez que ele fica cara-a-cara com a prima de seu maior inimigo. Agora, o mais delicioso é ver como é sua relação com Lena.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A crescente de Lex Luthor é sensacional! Ele chega de forma tímida, com câncer e a gente não entende direito como ele sabe tanto sobre a kryptonita negra, como ele chama, mas é a harun-el. O fato é que o episódio foca bastante nas questões de Lena e até onde ela iria para salvar James, já que ela é contra o uso de seu soro, pois não sabe se ele funcionará. Lex é um artifício para o desenvolvimento dela, uma vez que já conhecemos o personagem de inúmeras outras encarnações.

Quando James fica ainda pior, ela corre para acelerar o processo do soro e assim salvar seu amado. Só que nesse meio tempo ela encontra Lex e entende que foi ele quem atirou em James, mas ela promete nunca lhe dar o soro, mas temos uma reviravolta que nos remete aos filmes, já que Eve está ao lado de Lex.

Foi uma virada SENSACIONAL!

Longe dessa drama temos Alex ficando mais próxima de Kelly, irmã de James, só que sem entender o que Kara faz ao lado de J’onn, já que ela é apenas uma repórter. A questão é que as mentiras de Kara devem começar a ficar ainda piores para Alex.

Gostei de correrem com a relação de Nia e Brainy, e como ele fica sem chão ao ver que ele, o primeiro bom de sua família, acaba perdendo o anel da Legião e ficando fora de si. O beijo roubado foi ótimo. Mas agora ele terá seu anel de volta, já que J’onn agiu mais rápido.

Manchester Black mexeu tanto com J’onn, tirou tanto ele de si, que acabou morto pelo marciano, que deixou claro que é o Caçador de Marte. Vai ser legal ele lidar cm as consequências em sua mente da morte dele, e espero que demorem a voltar no drama dos Agentes da Liberdade e Ben, pois já ficou sem sal.

Com Lex a solta e Clark preocupado com o rumo a humanidade enquanto cuida da gravidez complicada de Lois, Kara terá que segurar ainda as pontas sozinha, ainda mais que a Crise agora ficará ainda mais bacana com a chegada de Lex. Gostei demais do episódio de Supergirl, e espero que voltem a focar em coisas do histórico da personagem.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.