Supergirl | 3×02 – Triggers

Acompanhar Supergirl é uma jornada cada vez mais deliciosa. A evolução de Kara perante a perda de Mon-El está bem dolorosa e até Lena Luthor acaba sendo jogada de escanteio pela garota, que não quer conversar sobre a situação, mas é a evolução de Samantha que está sendo melhor desenvolvida.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Samantha é a vilã Reign, a Destruidora de Mundos, mas aqui é apenas uma mãe preocupada, uma dona de casa dedicada e agora trabalha com Lena sendo seu braço dentro da CatCo. Ruby forçando a mãe a mostrar que tem poderes foi legal, mas o melhor é ver como isso deve ser trabalhado ao longo dos episódios, não apenas jogando-a como uma vilã.

Voltando a Kara, ela acaba fugindo de suas emoções, mesmo que esteja mais empenhada em estar próxima as pessoas que ama, e ao ver Lena sempre ao seu lado no trabalho, acaba colocando-a em uma posição complicada, pois precisa fugir das investidas para falar sobre sentimentos, mas também tem as chamadas do DEO, o que acaba criando um conflito entre as duas, que é rapidamente resolvido.

A presença de Lena também complica James, que se sente deixado de lado, pois a dona da empresa convoca reuniões, toma decisões e nunca o comunica, as vezes falando apenas com Kara. Fico com receio de que coloquem os dois em um relacionamento amoroso, dando um papel sem sal para Lena, que se tornaria apenas, amiga, elo com Lex e namorada de Olsen. Tomara que ela volte a ter destaque, e ele também, pois precisa de umas tramas mais intensas, e não só como Guardião.

A vilã do episódio foi Psi, uma metahumana com dons psíquicos que podem fazer as pessoas experimentarem os seus maiores medos. Nem mesmo Kara consegue se defender dos ataques dela e acaba precisando superar os medos mais profundos e tudo com ajuda de Alex.

Falando nela, Alex está preparando o casamento com Maggie e estão na dúvida entre banda ou DJ… A relação das duas é tão bacana, gosto da leveza que conduzem suas tramas.

E para finalizar, após um episódio bem gosto de se assistir, Supergirl traz de volta M’gann que aparece para J’onn J’onzz pedindo que ele vá a Marte para ajudá-la… Parece que vem uma grande viagem por aí…

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.