Supergirl | 2×09 – Supergirl Lives

E o retorno de Supergirl, com direito a direção de Kevin Smith, trouxe alguns questionamentos sobre o lado certo de alguns personagens e o que eles realmente escondem. Fato é que a relação de Alex e Maggie foi o ponto principal para mim, enquanto ainda não me desce a trama de James como Guardião

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Começa uma briga entre Kara e James sobre quem protege melhor a cidade e essa rixa deve perdurar uns episódios, mas não mostra realmente a que veio. Outra coisa que é chata, é a forma como Snapper a trata… É clichê, e está enjoado, preferia muito mais a presença de Cat e os ótimos diálogos dela com Kara ou com Supergirl. Até mesmo a presença de Lena Luthor trazia mais significado as situações.

Foi dessa jornada entre querer mostrar que se importa e quer matérias de alma que Kara vai atrás de uma garota desaparecida, mas acaba parando em Maaldoria, um planeta na trilha dos escravos e com um sol vermelho, o que acaba tirando os poderes de Kara e Mon-El. A questão é que aqui eles precisam ir com o heroísmo de coração e não se basear em poderes, o que é interessante, mas o melhor é colocar Roulette envolvida nesse tráfico.

Winn teve bastante destaque aqui, seja por ter medo de agir como um vigilante, o que pra mim já é sem sal, visto que temos Arrow para isso, seja por sua inteligência. É ele quem liga o portal a Maaldoria e também quem pensa na bomba de sol para devolver os poderes a Kara. Interessante não facilitar as coisas levando J’onn J’onnz e usar a ideia de que a atmosfera de Maaldoria é letal a marcianos.

Se temos heróis, temos medo… E é abordando esse medo que vemos Alex feliz e então vendo sua felicidade se esvair em preocupação por Kara, o que acaba sobrando para Maggie. Supergirl tem tratado a sexualidade e a relação delas de forma tão singela, mas ao mesmo tempo forte, que é impossível não se apaixonar pelas duas. Maggie no fim compreendendo o lado de Alex e ligando os pontos sobre Kara/Supergirl, foi delicioso.

Com tudo finalizado, Winn doido para continuar a vida de vigilante, Guardião mais forte e agora Mon-El doido para adentrar a era de heroísmo, eis que temos uma raça de aliens atrás de Mon-El, o que abre novos segredos sobre o novo personagem, o que é excelente.

Ah! Adorei ver os Dominadores em Maaldoria e quase comprando Kara e todos os terráqueos, lembrando que foram eles os motivadores do crossover entre as séries DC Comics. Supergirl mais uma vez nos mantém entreteido e faz um delicioso episódio.

Fico por aqui, comentem e to be continued