Supergirl | 2×07 – The Darkest Place

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Cada episódio de Supergirl vem com algo para nos fazer se apaixonar pelo elenco e seus atores, mas também por curtir cada trama apresentada, que aos poucos vai crescendo e ganhando um desenvolvimento inesperado, nos fazendo querer devorar seus episódios.

Logo de início temos o desenvolvimento da CADMUS e como eles pegaram Mon-El, mas o mais intrigante é que temos o Ciborgue Superman, só que me decepcionou ele ter a feição de Hank, mas por outro lado me deixa mais a vontade de chamar J’onn por seu nome. Voltando, a CADMUS quer exterminar os alien e Supergirl agora sabe que quem está por trás do projeto, ao menos uma das cabeças, é Lilian Luthor, mãe de Lex.

A conversa de Kara e Lilian sobre amor e como Lena ficará ao saber dessa verdade, foi instigante, principalmente por Lilian a culpar, por toda a desgraça de sua família. Ela expondo como Lex é inteligente e a culpa de Clark em lhe prometer o mundo e no fim tirar seu poder e colocá-lo entre as grades, foi genial.

Uma mãe com sede de vingança, e um pai que quer proteger suas meninas… É Jeremiah quem liberta Kara e Mon-El, e já nos abre diversas opções… Seria Jeremiah mesmo? Um outro Ciborgue Superman de um projeto ainda maior? Jeremiah estaia agora do lado da CADMUS após tantos anos? São tantas opções que já quero mais sobre essa trama.

Outra trama trabalhada aqui é quem seria Guardião! Adorei Winn e James se enrolando e sendo obrigados a falarem a verdade a Alex. Eles se virando e a forma como o roteiro e a direção resolveu mostrar os dois trabalhando foi ótimo, assim como o novo vigilante assassino soube trazer os dois lados da questão. Quero ver como Kara irá lidar com eles.

E falando em lidar, não esperava que Alex e Maggie já fossem ter mais desenvolvimento aqui. A forma como colocaram Alex tão forte perante seu sentimento foi genial e deixou Maggie completamente sem reação. Diálogos impecáveis e um serviço maravilhoso a comunidade LGBT, e como eu disse, principalmente as Lésbicas. Querendo ver mais das duas.

Agora, a reação de J’onn ao descobrir que M’gann é uma Marciana Branca foi excelente! As alucinações, as mudanças na estrutura da relação deles, a forma como M’gann deixa claro que é diferente de sua raça, que não queria machucar os Marcianos Verdes, tudo isso foi exposto de maneira a nos aproximar dela e nos preocupar com J’onn. Doloroso ele vendo sua família e as outras alucinações, mas agora vem a questão dele estar se transformando em um Marciano Branco…

Por fim temos a Fortaleza da Solidão! Hank, o ciborgue, invadiu o local com o sangue de Kara e foi atrás de um projeto: Medusa. O que será que virá disso? Uma arma letal? Informações para parar Superman e Supergirl?

Supergirl está radiante e no próximo episódio temos o desenvolvimento das tramas de Medusa, mas o início do crossover… Ansiosos? Aqui já estou sem unhas!

Fico por aqui, comentem e to be continued