Supergirl | 2×02 – The Last Children of Krypton

É isso que gostamos no Superman e Tyler Hoechlin trouxe com maestria para as telas, um homem alegre e cheio de positividade, disposto a dar o seu melhor para trazer esperança as pessoas, já que pode fazer o diferencial na vida de todos por ser exatamente isso, super! E sabe o que é melhor? Sua presença em nada apagou a Supergirl de Melissa Benoist, muito pelo contrário, trouxe mais brilho e compreensão do caminho a seguir.

CAMINHOS

Supergirl expandiu seu universo ao trazer o icônico personagem, primo de Kara Zor-El e ainda souberam fazer várias piadas com ele, como Cat toda cheia de gracinha para cima dele, sabendo que ele é o preferido de Perry White, fazendo birra por conta de Lois Lane, e sim fazendo piadinha sobre a BUNDA dele.

“Superman e Caçador de Marte irão lutar. Isso é terrível. Isso é incrível!” – Winn

A presença de Clark trouxe outra perspectiva para Kara, uma onde ela não é a bicho estranho no meio de todo mundo e isso a fez querer ir para Metrópolis, ficar mais perto de sua família, o que chega a assustar Alex. A conversa das duas sobre o assunto é cheia de sofrimento, pois Alex realmente a tem como uma irmã, as duas se amam e se protegem, mas acabam usando palavras duras para expor isso, como a terráquea falando que se Clark a amasse, não a tinha abandonado com seus pais.

Supergirl

Decidida a ficar e vendo que Cat irá se afastar, com direito a Olsen assumir seu cargo, Kara agora tem que mostrar serviço e talento para Snapper (Ian Gomez), que acaba não indo com sua cara por conta da forma como ela é contratada. Vamos ver como será o desenvolvimento da relação dos dois, mas por enquanto achei bem fraquinha a trama.

CADMUS mostrando a que veio, já jogando Metallo e deixando claro que aqueles 2 são apenas protótipos, expande o poder de destruição que a instituição tem e quer usar contra Supergirl e Superman. O destino do pai de Alex ainda é incerto, mas com Corben mostrando seu poder, fica a questão dele não estar trabalhando forçado para desenvolver tais tecnologias.

DESTINOS

As lutas de Superman e Caçador, e Kara e Alex, contra os Metallos foi interessante, poderia ter demorado mais, os efeitos especiais você percebe que tem uma qualidade menor do que quando a série estava na CBS, mas por ser uma emissora tão menor, a The CW está mandando muito bem.

Supergirl

Outro ponto foi a forma como trabalharam a confiança entre Clark e J’onn J’onzz. O Caçador tem os mesmos medos que a CADMUS, de que Clark e Kara possam se rebelar contra os humanos e serem deuses caídos na Terra, e assim subjugar todo mundo, conforme aconteceu com sua raça e os Marcianos Brancos, e Clark deixa claro que também não confia nele, mas por ele não dar um voto de confiança em nosso homem de Krypton. Sobre o final, é lógico que temos mais kryptonita espalhada pela Terra…

Agora nos resta esperar o que será da trama de Mon-El, o rapaz que chegou na nave parecida com a de Kara e Clark, e qual o seu destino na Terra.

Os roteiristas souberam usar a presença de Clark/Superman para trazer mais brilho e energia para Kara e conseguiram ainda espantar o nosso medo de que a série fosse ser roubada pelo legado dele, mas não. Supergirl ainda é sobre uma heroína em ascensão, com problemas em sua vida particular e com um primo a quem quer espelhar o lado heroico e mostrar que pode ser ainda melhor, só que do seu jeito.

Fico por aqui, comentem e to be continued