Street Fighter ganhará série de TV produzida pela Entertainment One

A Entertainment One anunciou que irá produzir uma série baseada no clássico jogo Street Fighter. De acordo com o Deadline, Mark Gordon, produtor de Designated Survivor e Grey’s Anatomy, irá produzir a série, além disso Joey Ansah, Jacqueline Quella e Mark Wooding, que produziram a websérie Street Fighter: Assassin’s Fist, será produtores executivos da nova série.

A série de TV será baseada em Street Fighter II, mais especificamente no arco World Warrior, centrado assim na trama de Ryu, Ken, Chun-Li e Guile. Juntos eles lutarão contra M. Bison, vilão que controla a Shadaloo, uma organização criminosa mundial. Em suas jornadas os heróis cruzarão os caminhos uns dos outros e irão entrar no World Warrior Tournament, competição organizada por M. Bison para encontrar o lutador mais forte do mundo. Em suas jornadas eles terão que mostrar suas forças, habilidades, inteligência e lealdade em uma batalha pela sobrevivência.

Street Fighter é uma franquia de força global, tendo se tornado um imento sucesso comercial pelo mundo e construído uma vasta e devotada base de fãs que só tem crescido nesse legado de 30 anos. Estamos empolgados em nos unir com Joey, Jacqueline e Mark, que estão profundamente conectados a marca, para trazer esta adorada história para a audiência televisiva de todos os lugares“, disse Gordon, Presidente e Chefe do escritório de conteúdo da eOne. “Uma força particular de Street Fighter é sua vasta diversidade étnica e mulheres poderes. Isso nos permitirá a construir um universo para a TV inclusivo e engajado“.

Desenvolvido e publicado pela Capcom, Street Fighter e vendeu mais de 40 milhões de cópias pelo mundo desde o seu lançamento em 1987 e se tornou o maior jogo do gênero. O último jogo da franquia, Street Fighter V, foi lançado em 2016.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.