Star Trek: Discovery | 2×10 – The Red Angel

Star Trek: Discovery agora foca no Anjo Vermelho, mas ainda assim traz um funeral muito bonito para Airiam, deixando todos emocionados com o comprometimento da tripulante com a Frota Estelar e com seus amigos. Só que é a bio-neural do Anjo Vermelho que acaba surpreendendo e mudando o rumo da série.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Logo de cara Tilly já fala que a assinatura bio-neural encontrada nos vestígios do Anjo Vermelho bate com Michael, a série corre para entender como o anjo faz os saltos e o que Michael do futuro quer ensinar a eles. A questão é que para parar a evolução da inteligência artificial que quer destruir a vida consciente da galáxia, eles precisam prender o anjo.

Michael logo se coloca na linha de frente, pois já que é ela mesmo do futuro, se ela se colocar em perigo de morte, ela deve vir resgatá-la. Confuso, mas todos ficam preocupados com a saída, trazendo um diálogo interessante entre ela e Spock, que está incrível na série, e até mesmo um momento de amor entre Michael e Tyler.

Só que é o encontro entre Michael e Leland que pega fogo, já que ele assume que seus pais estavam trabalhando no projeto de viagem temporal, e ele não avisou que os Klingons os rastrearam a tempo deles fugirem. Todos esses anos Michael se culpou pela morte dos pais, pois ela queria ver um evento nos céus e assim eles não escaparam. Lógico que ela dá 2 socos em Leland.

Pike, Cornwell e Georgiou ficaram um pouco de lado na trama, apenas com a responsabilidade de chefia e a preocupação de uma possível morte de Michael. Culber começa a admirar Stamets, e Cornwell deixa claro que amar é uma escolha e ele pode mudar o próprio caminho.

Por fim, tivemos a arapuca para prender o Anjo Vermelho, que quase matou Michael, e mesmo assim fez Spock ficar contra todos os tripulantes e até seus comandantes, pois acreditava na proposta de Michael. Quando Michael está quase desmaiando o anjo aparece e Leland trava o buraco de minhoca de onde ele sai.

Eis a surpresa: o Anjo Vermelho é a mãe de Michael!

Saru teve pequenos momentos, Tilly, Stamets, Michael, Joann, Saru e Detmer fazem um discurso muito bonito no funeral de Airiam, e a atriz que interpretou a personagem na 1ª temporada, Sara Mitich, retorna como a Tenente Nilsson, que entra na vaga de Airiam.

Já sigo ansioso para ver as consequências disso para Star Trek: Discovery e como a mãe de Michael foi parar nisso.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.