Star Trek: Discovery | 2×03 – Point of Light

Em seu 3º episódio Star Trek: Discovery nos mostra que o destino de Spock é desconhecido e é hora de ir atrás do volcano para entendermos os pontos de luz, mas o foco acaba sendo Ash e L’Rel e no que parece ser um “piloto” para nos apresentar a Seção 31, a insígnia negra da Frota Estelar.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

L’Rel enfrenta sérios problemas para controlar as casas Klingon, por ser mulher e alguns homens não confiar na presença de um terráqueo ao seu lado como a Chama, mesmo que ela explique ele é um experimento e dentro há um klingon. Ash no começo só pensa em Michael, mas ao saber do filho que Voq, ele mesmo, teve com L’Rel, ele passa a querer estar ao lado dela, mostrando como sua cabeça está bem confusa.

Então os dois faz o possível para ficarem juntos e ainda salvarem a criança, mas são capturados e só são salvos quando uma presença misteriosa aparece. Então vemos a Capitã Philippa Girogiou entrando com tudo e destruindo os que estavam contra L’Rel. A única saída e que garante a liderança da “mãe” klingon é Ash levar a culpa…

No final temos Ash se juntando a Seção 31 ao lado de Giorgiou outros “estranhos” e ela deixando claro que precisa de pessoas assim. Esses estranhos são a tripulação capaz de tudo para seguir as ordens da Frota Estelar, onde Giorgiou agora se encaixa perfeitamente. Lembrando que teremos um spin-off da série com eles e encabeçado por Michelle Yeoh.

Com duas tramas paralelas em volta a esse fechamento de ciclo de L’Rel e Ash, temos Tilly lidando com May em sua cabeça, para então descobrirmos ser um parasita dos esporos que se hospedou nela e estava em busca do capitão, que no fim se mostrou ser Stamets, já que ele era quem “capitaneava” a Discovery pela estrada. Saru então tira o ser de Tilly e o aprisiona… Pode ser mais uma forma de entender esse organismo.

A outra parte ficou para a chegada surpresa de Amanda, mãe de Spock, na tentativa de entender para onde o filho foi, e trazendo Michael para sua compreensão, elas acabam falando sobre o Anjo Vermelho que ele via e agora está aparecendo para mais gente. Foi interessante a forma como Michael colocou Capitão Pike na trama e o fez aceitar a jornada para ir atrás de seu companheiro.

Spock se internou em uma clínica, mas ao ir até lá, Amanda descobriu que o filho foi levado e ninguém informa para onde. Vamos ver como será a jornada para descobrir o seu paradeiro e qual é o interesse das pessoas em omiti-lo e até inventar que ele matou uma pessoa.

Star Trek: Discovery continua intensa e esse lado mais aventureiro e científico entra em um tom mais interessante para a série. Espero que o próximo episódio volte ao rumo da pesquisa, pois esse realmente foi uma conclusão do ciclo dos outros personagens.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.