Star Trek: Discovery | 1×11 – The Wolf Inside

Continuando a saga trekkie de Star Trek: Discovery na dimensão espelho, o episódio começou muito bem com a oficial Michael, descrevendo toda a pressão em que se encontra ao fingir ser a capitã da Shenzhou nessa versão distorcida.

Aparentemente um monólogo até que revela Ash Tyler ouvindo a oficial, particularmente eu gostei deste início por dois motivos: mostra bem a diferença de clima dessa nova dimensão e mostra o quanto Michael evoluiu ao se expressar emocionalmente e tão profundamente a outra pessoa.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

E o alien Saaru tem sua versão-espelho apresentada após essa conversa entre Michael e Tyler, mas neste universo ele é um escravo na Shenzhou, obrigado a dar banho em sua capitã.

Já na Discovery, após a descoberta do corpo do Doutor Culber, a oficial Tilly toma as rédeas para salvar Stamets e propõe um tratamento com os esporos. A oficial Tilly, com cada vez mais espaço, apresentou sutilmente um desenvolvimento na personagem que se mostra mais confiante mesmo diante da frustração em tratar Stamets.

Na Shenzhou, Michael recebe a missão de assassinar o Lobo de Fogo, codinome do líder rebelde. Lorca teve uma pequena participação nesse episódio, já que se encontra prisioneiro da Shenzhou. O episódio focou mais em Tyler que acabou se revelando como Voq para Michael ao longo da trama, que não teve o fôlego dos outros episódios. Sendo a revelação oficial, apesar de claramente ter uma carga emocional forte, não foi tão impactante quanto no episódio anterior. Esse plot foi bem previsível ao longo do episódio e só serviu mais para vermos as versões-espelho de Voq (o Lobo) e Sarek.

A reação de Michael a Tyler se assumir como Voq retoma toda a racionalidade da personagem, um dos pontos fortes dela, mas ao mesmo tempo mostra o quanto ela cresceu ao ter que lidar com a pressão emocional e ainda assim focar na missão.

O final do episódio, apesar de previsível na revelação da identidade de quem governa o Império Terráqueo, ainda assim soube cativar o telespectador para o que vem a seguir.

Vida Longa e Próspera aos fãs de Star Trek: Discovery!

Lucas Rafael Faccioli

Nerd leitor de quadrinhos. Marvete de coração, dcnauta em crescimento.