Reviews Séries & TV 

Servant | Primeiras Impressões

A nova produção da Apple TV+ tem a mão e o DNA de M. Night Shyamalan por todo lado que você olhe. Servant chega no serviço de streaming, com três episódios (de dez!) liberados de uma vez só, e com um promessa de contar uma história de terror com boas doses de mistério, mas talvez muito misteriosa?

Servant | Primeiras Impressões | Foto: AppleTV+

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A série é simples, tem poucos personagens, e locações, mas tudo é bem construído para criar um sentimento de tensão latente nesse começo. Com um forte tom escuro, conhecemos um casal, os Turners, aparentemente normal do Estado da Philadelphia que está na espera de sua babá. Servant usa seus primeiros minutos para apresentar a dinâmica entre Dorothy (Lauren Ambrose) e Sean (Toby Kebbel) na medida que a expectativa para a chegada da nova funcionária mostra algumas rachaduras no seu casamento.

Em Servant parece que tudo está fora do lugar, como se os personagens andassem em um sonho, ou aqui, pelas mãos de Shyamalan, um pesadelo. A babá chega, e Servant não poderia ser mais clichê possível, nos apresenta à figura de Leanne (Nell Tiger Free) uma jovem, bonita, e inteligente garota, mas que trata seus patrões com muita formalidade e profissionalismo: Sr. e Sra Turner. 

E então, na primeira noite, que Servant nós dá sua primeira reviravolta Shayamalesca, o bebê que Leanne irá cuidar, não é um bebê real, e sim, um boneco hiper realista contratado para substituir o filho do casal que morreu, numa espécie de terapia de luto (chamada terapia transacional de objeto) para não agravar o estado de saúde mental de Dorothy que ficou bastante debilitada com o acontecimento.

Nell Tiger Free in Servant (2019)
Servant | Primeiras Impressões | Foto: AppleTV+

Assim, parece que a série se apresentará como uma história de luto, mas fica claro que Servant irá percorrer um outro, e mais intrigante, caminho. Logo após a informação sobre o bebê Jericho ser jogada no colo do espectador sem um menor aviso, Servant duplica seu tom bizarro, arrepiante, e a excentricidade de seus personagens só aumenta.

As atuações do trio de atores pouco conhecidos convence, pois de um lado temos Ambrose embarcando no estado delirante de Dorothy que ainda acredita que o boneco é seu filho, com o contraposto de Kebbell que tem certeza que aquilo não é seu filho. E ainda, Tiger Free que consegue trabalhar a aura misteriosa da babá que parece esconder muito mais do que aparente, inclusive envolvendo um certo boneco de madeira que é o foco nos seguintes episódios.

Mas tudo é feito de uma forma tão intensa, com um visual meio gótico, escuro e até mesmo pessimista de mundo, que você fica intrigado para saber o que acontece aqui?, e claro, o que irá acontecer com os personagens.

O primeiro episódio termina com um gancho que é desenrolado ao longo dos próximos que pode soar um pouco previsível num primeiro momento. Servant se faz uma série que se apoia em uma trama misteriosa que ao poucos se apresenta completamente surreal em sua proposta. Seria tudo um sonho? Um pesadelo? Uma imaginação? Precisamos acompanhar a temporada para saber, já agradecendo a Apple TV+ por ter renovado a série já para um segundo ano.

Servant disponível no Apple TV+

Postagens relacionadas