Rafael Coutinho é mais um quadrinista confirmado na CCXP19

Designer, animador, artista plástico e quadrinista. Rafael Coutinho é também o mais novo integrante do time de brasileiros confirmados para o Artists’ Alley da CCXP19. Um dos artistas de mais destaque no cenário nacional nas últimas décadas, ele assina as revistas O Beijo Adolescente, Cachalote e seu trabalho mais recente, Mensur. Coutinho marcará presença todos os dias no maior festival de cultura pop do planeta – que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Além de ter uma mesa no Artists’ Alley, o quadrinista participará de painéis e outras atividades que serão anunciadas em breve.

Nascido em São Paulo no ano de 1980, Rafael Coutinho se formou em Artes Plásticas pela UNESP, em 2004, e desde então coleciona diversos trabalhos em seu currículo. O artista produziu, como animador e diretor, os curtas-metragens Aquele Cara (2006) e Ao Vivo (2008). Como quadrinista, participou das publicações Bang Bang (editora Devir, 2005) e Contos dos Irmãos Grimm (editora Desiderata), além de assinar ilustrações para diversos veículos de comunicação no Brasil. Foi integrante do grupo Base-V, produzindo murais, exposições e publicações de arte experimental. Ainda como artista plástico, fez pinturas e esculturas para a Galeria Choque Cultural.

Em 2010, Coutinho terminou seu primeiro roteiro de longa-metragem, Spread, em parceria com o roteirista Peppe Siffredi. Foi também neste ano que o artista concluiu sua graphic novel de estreia, Cachalote (Ed. Quadrinhos na Cia), junto com o escritor Daniel Galera. Outro trabalho de sucesso, a minissérie em quadrinhos Beijo Adolescente foi lançada pelo portal do IG, em 2011, e publicada impressa de forma independente pela Editora Cachalote, fundada pelo próprio quadrinista.

No teatro, Rafael Coutinho atuou como artista gráfico e cenógrafo da peça Puzzle, de Felipe Hirsch, em apresentações na Feira Internacional do Livro de Frankfurt e de São Paulo, entre 2013 e 2014. Ainda em 2014, foi curador da exposição sobre seu próprio pai, Ocupação Laerte, para o Instituto Itaú Cultural, além de ilustrar o clássico Barão de Munchausen (Cosac Naify). Em 2015, lançou a terceira parte da série o Beijo Adolescente, além de coordenar, junto com Clarice Reichstul e Érico Assis, a antologia O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015. Em 2016, ilustrou a edição de Forest Gump (Ed. Aleph – 2016). Por fim, em 2017, lançou Mensur (Cia das Letras) e Modo Avião (Lote 42).

Em 2018, o festival recebeu 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se estabelecendo mais uma vez como o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Saiba mais em www.ccxp.com.br.   

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.