Queer Eye | Crítica da 2ª Temporada

Se a primeira temporada do reality show foi marcada por temas como aceitação e combate ao preconceito ao vermos os 5 Fabulosos interagindo com pessoas de mundos completamente diferente dos deles, nesse segundo ano a série mesmo que continue a seguir o mesmo esquema nesses novos episódios parece que Queer Eye vai mais a fundo e nos entrega histórias ainda mais emocionantes e emotivas com ele humor alegre e descontraído.

Um dos grandes destaques dessa 2ª Temporada é incluir um participante trans (1×05 – O céu é o limite) e conseguir mostrar toda a realidade da comunidade onde o participante vive. É bastante impactante quando Skyler, aparece para contar sua história e os produtores acertam em mostrar a dificuldade de aceitação tanto de sua família tradicional que não entendeu necessidade dele em precisar realizar uma cirurgia e de sua família LGBT de amigos que o ajudaram a pagar pela operação.

É aqui que Queer Eye mostra sua essência, abraçando todos os tipos de pessoas e ainda dando espaço em tela para cada um expressar sua voz, uma mudança de cada vez.

Foto: Netlfix

O envolvimento dos rapazes com o novo ano continua mesmo que em um tom menor que na primeira temporada. O segundo ano continua com Jonathan sempre roubando a cena, can you believe? e os rapazes continuam a mostrar que são experts em em suas área de atuação e até Antoni que foi criticado no primeiro ano por sua falta de função e não apresentar nada de significante em termos de cozinha, parece ter melhorado.

Bobby continua a se abrir um pouco mais sobre ter que cortar os laços com sua igreja depois que revelou ser gay e faz do episódio de retorno 2×02 – Um gay em Gay um dos mais emotivos de toda série que continua a fazer mudanças não só em pessoais mais em locais, como foi com a equipe de bombeiros lá na temporada 1.

Karamo continua a mostra uma versatilidade gigante ao dar dicas para os participantes e entender realmente o que eles precisam para suas mudanças e Tan France, que tem um momento de aprendizado e se de auto-educar super importante, também se destaca pelas dicas de moda principalmente nos episódios de mudança nos visuais dos participantes, como o 2×06 – Pequenas grandes mentiras.

Nessa segunda temporada ainda seguimos o velho e bom esquema de cada um se destacar em algum tipo de episódio e em 2x02 – Uma proposta do coração e 2x03 – Solte suas feras temos a tradicional mudança de uma cara heterosexual para uma versão melhor de si mesmo e fazem episódios deliciosos, engraçados e super dentro do tema que é a característica do programa desde de sempre.

Queer Eye te fará chorar novamente e se emocionar ainda mais e acerta em continuar a ser aquela série leve mas que trata de assuntos importantes e de servir para ser um alívio ao entregar um certo respiro ao fazer um programa descontraído mas que passa uma mensagem muito poderosa de aceitação e tolerância.

A 2ª Temporada da série não deixa nada a desejar para a primeira e só marca o retorno dos mesmo 5 fabulosos que roubaram nossos corações lá no começo do ano. A série imperdível do momento. Yas Queen.  

 

Miguel Morales

Sempre posso ser visto lá no Twitter falando sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema e claro outras besteiras. Uso chapéu branco e grito It's Handled! Me segue lá: twitter.com/mpmorales