Por que fazer um filme de origem do Coringa agora é ruim? [Atualizado]

Meio que pegando todo mundo de supresa no início da noite de hoje, o site Deadline divulgou que a Warner Bros e a DC estão planejando fazer um novo filme, dessa vez de origem, de um dos vilões mais icônicos dos quadrinhos: Coringa.

Segundo a publicação, o longa teria Todd Phillips, da franquia de Se Beber Não Case (2009), com Scott Silver (8 Mile: Rua das Ilusões, 2002), cuidando do roteiro junto com o produtor Martin Scorsese (O Lobo de Wall Street, 2013). A parte mais interessante é que o filme deverá ter uma história completamente diferente da trama já apresentada com o ator Jared Leto que participou do filme Esquadrão Suicida (2016) e deve retornar para a sequência e talvez participar do filme das Sereias de Gotham. A ideia é fazer um filme sobre crimes de rua, menos fantasioso e se passando em Gotham City nos anos 80, mas sem Jared Leto no papel principal e sim com outro ator mais jovem.

Mas por que isso é ruim? Vem que a gente explica.

Primeiro, a DC nessa nova fase começou com o pé esquerdo, os filmes do Superman, Homem de Aço (2013) e Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016) foram bastante criticados pelos fãs e pela crítica mesmo tendo bons resultados na bilheteira. Esquadrão Suicida (2016) teve o mesmo caminho, sendo um pouco pior, pois resolveu focar a campanha de marketing do filme no vilão e no final ele foi super mal utilizado. Mulher-Maravilha (2017) hoje é a joia da coroa e por enquanto o único acerto até agora, o futuro de Liga da Justiça (2017) está bem incerto a medida que o filme faltando poucos meses para estrear ainda está em processo de pós-produção.

Com a vontade de querer criar um grande Universo Compartilhado o estúdio parece atirar para todos os lados. A Warner/DC tem projetos divulgados para os próximos anos como o Batman, com direção de Matt Reeves, da Batgirl com Joss Whedon no comando do filme solo e o diretor David Ayer assume o filme Sereias de Gotham (Gotham City Sirens). Ainda teremos as sequências de Mulher-Maravilha, Liga da Justiça, Esquadrão Suicida e Homem de Aço. Os filmes solo do The Flash, Ciborgue e Shazam! ainda estão meio no limbo junto com os projetos de Asa Noturna, Tropa dos Lanternas Verdes e Liga da Justiça Sombria.

É muita coisa. Por isso.

Primeiro a Warner Bros tem que decidir se vai ficar mesmo com Ben Affleck como o Batman, independente se o filme do Flash faça o arco narrativo do Flashpoint, mude o Batman no cinema e assim precise de um novo ator para o papel, a definição é necessária. Mesmo que isso aconteça como você consegue explicar para o grande público que no Universo Compartilhado temos três Coringas: o de Jared Leto, o de Flashpoint que tecnicamente acaba sendo a Martha a mãe do Batman e esse novo Coringa de Gotham nos ano 80? É muita informação sendo o personagem é um ícone tanto nos quadrinhos e ficou imortalizado pelas atuações de Jack Nicholson e Heath Ledger no cinema. Se com a timeline do jeito que tá parece confuso imagine com isso tudo acontecendo.

A Warner e DC tem uma gama de personagens super interessantes para trabalhar mas como falamos precisa primeiro focar no Batman que é o fator que une todos eles seja eles os do bem (Asa Noturna, Robin e Batgirl) quanto os vilões (o próprio Coringa, Arlequina, Hera Venenosa, Mulher-Gato, Pinguim, Espantalho, Duas-Caras e etc) para depois pensar nas histórias secundárias.

Primeiro vamos fazer o básico para depois partir para o mais complicado né? Mas é claro que matéria e rumores sobre a DC são os famosos click-bait e a falta de uma divulgação de um calendário mais certo da Warner gera debates para esse tipo de dúvidas. Resta esperar e aguardar.

[Atualização] Segundo o THR, a idéia em trazer Martin Scorsese para a produção do filme é para tentar atrair nomes de peso do mercado, como por exemplo Leonardo DiCaprio para dar um tom mais sério e até para começar a se cogitar presença nas premiações como Oscar. A Publicação ainda afirma que o ator Jared Leto reclamou para seus agentes sobre essas conversas da Warner para novos Coringas. Mas isso, claro não passa de pura especulação afinal a própria produção afirma que ” ainda não foi feita nenhuma oferta para DiCaprio e que o acordo com o Scorsese também ainda não saiu”/

Confirmados temos somente Aquaman em Dezembro de 2018 e Mulher-Maravilha 2 em Dezembro de 2019. Você conferir nosso calendário da Warner aqui.