Pela primeira vez na CCXP, Stout Club apresenta novidades após grande renovação

Criada em 2015 por artistas brasileiros reconhecidos internacionalmente – os quadrinistas Eduardo Medeiros, Mateus Santolouco, Rafael Albuquerque e Rafael Scavone –, a Stout Club participa pela primeira vez da CCXP.

A junção dessas mentes criativas trouxe à vida a powerhouse, que acaba de passar por uma reformulação e irá apresentar grandes novidades em um painel especial durante a 6ª edição do maior festival de cultura pop do mundo, realizado entre os dias 5 e 8 de dezembro no São Paulo Expo. Os artistas também terão contato com seus fãs diariamente no Artists’ Alley.

De forma colaborativa, o time que tem em sua bagagem grandes projetos do mercado de HQs se juntou para investir em obras autorais, nas quais cada um usa suas habilidades para aprimorar o trabalho final.

Eduardo Medeiros é dono de um humor ácido e traço único. Entre as suas obras estão Open Bar (Panini) e Sopa de Salsicha (Cia das Letras).

Mateus Santolouco é internacionalmente conhecido pela sua arte com as Tartarugas Ninjas (IDW) e, recentemente, escrevendo e ilustrando a minissérie Shredder in Hell (IDW).

Rafael Albuquerque é vencedor dos prêmios Eisner, Harvey e InkPot. Em 15 anos de carreira, coleciona títulos como Vampiro Americano (Panini), Batman (Panini) e Huck (Panini).

Por fim, Rafael Scavone escreve para o mercado internacional, assinando histórias como Grandes Astros Batman (Panini), Hit-Girl (Image) e A Study in Emerald (Dark Horse).

O Artists’ Alley da CCXP19 se consagrou novamente como o maior do Hemisfério Sul e já tem mais de 500 artistas confirmados. Para conhecer a lista completa acesse: https://www.ccxp.com.br/artists-alley.

Em 2018, o festival recebeu 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se estabelecendo mais uma vez como o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Saiba mais em www.ccxp.com.br.  

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.